F3 Sulamericana: Douglas Hiar satisfeito com o primeiro final de semana na equipe nova

Em Córdoba, na Argentina, piloto fez sua primeira prova pela Cesário Fórmula.

O piloto Douglas Hiar (Tx Wear/RG 518) faz seu ano de estréia na Fórmula 3 Sul-Americana e na última rodada da competição, em Córdoba (Argentina) entre os dias 30 de junho e 1º de julho, disputou sua primeira prova pela equipe Cesário Fórmula – depois de oito provas defendendo as cores da Comtec Motorsport. A Cesário lidera o campeonato da Fórmula 3 com Clemente Júnior e Mário Romancini, e em Córdoba fez as duas pole-positions e venceu as duas provas – uma com Romancini e outra com Clemente. Douglas conseguiu nessa rodada sua melhor posição de largada na categoria – sexto lugar – e marcou pontos na prova de domingo. “Gostei bastante do trabalho com a Cesário e o fato de ter dois companheiros de equipe. O Clemente e o Mário Romancini me ajudaram bastante durante todo o final de semana”, disse Douglas. “O carro mudou bastante com o acerto da Cesário. É como se fosse um novo carro em relação àquele que disputei a primeira parte da temporada. Tenho certeza que ao longo das próximas etapas, meu rendimento deve melhorar por conta desse trabalho”, detalhou.

A nona etapa da Fórmula 3 Sul-Americana 2007 foi disputada na tarde de sábado em Córdoba. Douglas partia de sétimo e, ainda na largada, perdeu duas posições. Rapidamente se recuperou e brigava pelo quinto lugar com Fábio Beretta quando foi tocado por Rodolpho Santos, durante uma disputa por posição. “Fui atrapalhado na largada e tive que frear para não bater, por isso acabei perdendo duas posições. Depois, durante a prova meu ritmo era bom e eu estava pressionando o Fábio Beretta quando ele freou no meio de uma curva, me obrigando a frear também”, contou Hiar. Na manobra Douglas saiu do traçado ideal e, quando voltou, foi atingido por Rodolpho Santos. “Freei muito forte para não bater no Beretta e minha quinta marcha escapou. Perdi o traçado ideal e, quando voltei, acabei levando um toque o outro carro”, narrou. A batida desalinhou o chassi Dallara de Douglas Hiar que teve de abandonar a prova.

Já no domingo houve uma situação completamente atípica para a categoria. Por volta das nove da manhã, quando os Fórmula 3 alinharam para a largada da décima etapa, uma forte neblina dificultava muito a visão dos pilotos. Por segurança, a direção de prova deu a largada com os carros em fila indiana atrás do safety-car. Depois de 23 minutos decidiu interromper a corrida, dar como resultado a classificação do grid de largada e dividir pela metade a pontuação. Com isso, Douglas Hiar foi o sexto colocado da corrida e marcou 1,5 ponto – metade dos três pontos regulamentares para a posição. “O diretor de prova tomou a decisão certa porque não havia condições de correr daquele jeito. Eu estava em sexto, andando junto com o pelotão e mesmo assim não via o safety-car na frente”, comentou Hiar que agora ocupa a 14ª posição na tabela de pontos. O líder da temporada é Clemente Júnior com 69 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *