F3 Sulamericana: Largando em 12º, Beretta já estuda prova de recuperação

Piloto, a exemplo do seu companheiro de equipe, também teve volta rápida atrapalhada.

A tomada de tempos para a 7ª etapa do Campeonato Sul-americano de Fórmula 3, que foi disputada nesta sexta-feira (08) em Brasília, Distrito Federal, foi muito ruim, para não dizer trágica, para o piloto Fábio Beretta (Avanti/Itupetro) da equipe Bassani Racing. No treino classificatório ele ficou apenas com a 12ª melhor marca e vai largar na 6ª fila. “Dei um azar tremendo na minha volta rápida. Mesmo assim acredito que mesmo sem ser atrapalhado não viraria tão bem. Na minha volta rápida peguei o Leonardo Cordeiro totalmente devagar na pista. Perdi a chance de largar algumas posições mais a frente”, explicou desolado. Denis Navarro, companheiro de Beretta na Bassani Racing, também perdeu sua melhor volta por pegar um adversário mais lento na pista.

Largando na 12ª colocação Fábio Beretta e os engenheiros da Bassani Racing já estudam a melhor estratégia de corrida. Não adianta fazer um carro rápido para o inicio da prova tamanho o desgaste dos pneus. “Vamos sentar e conversar muito sobre tudo que aconteceu nos treinos hoje. Amanhã vamos disputar mais uma tomada de tempos (para 8ª etapa) e espero melhorar bastante. Para a corrida é ter um carro constante e que não gaste muito os pneus. Vamos tentar os pontos”, explicou Beretta.

A pole position ficou com o piloto Felipe Guimarães, que é brasiliense e compete por uma equipe de Brasília (Amir Nasr).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *