F3 Sulamericana: Primeiro grande teste em Interlagos nesta quinta-feira

Categoria mais veloz da América do Sul, a Fórmula 3 tem encontro marcado nesta quinta-feira (15/2) no Autódromo de Interlagos, quando cerca de dez carros da modalidade deverão participar de treinos preparatórios para a prova de abertura do campeonato de 2007, nos dias 24 e 25 de março, em sistema de rodada dupla, justamente na zona sul de São Paulo.

“Vai ser a primeira oportunidade das principais equipes da Fórmula 3 Sul-americana medir forças depois do período de férias, já com as suas novas formações”, explica Felipe Ferreira (Webmotors/CVC/ Certer Cargo/Hip Telecom/Puma), que substitui na Bassan Motorsport o piloto Mário Morais, vice-campeão continental no ano passado.

Não é um treino coletivo oficial, mas por estarem a menos de 45 dias da primeira rodada do campeonato deste ano, mais da metade do grid de largada deverá estar com os seus Dallara-Berta na pista, com algumas equipes promovendo os primeiros treinos de seus novos pilotos, e ao mesmo tempo iniciando o desenvolvimento dos acertos de suspensão e aerodinâmica para as condições do circuito paulista. “Nunca andei com um Fórmula 3 em Interlagos e acho que será bastante interessante o aprendizado. Me dou bem com esta pista, e minha corrida no encerramento da Fórmula Renault o ano passado foi a melhor que já realizei. Então, tudo caminha para dar certo”, garante o representante da Webmotors/CVC/Certer Cargo/Hip Telecom/Puma, que ganhou sete posições em sua última prova de 2006.

Com o fim da Fórmula Renault – a categoria nacional de monopostos que formava pilotos para a competição sul-americana -, muitos se viram obrigados a agarrar a chance de subir um degrau e partir para a Fórmula 3, o que provocará um considerável aumento na quantidade de concorrentes em 2007. Diversos estreantes estarão na disputa, além de equipes novas se formando para abrigar os profissionais, e toda uma atenção especial será dada para esta categoria que concede ao seu campeão a Superlicença para pilotar Fórmula 1. “Além de ter um grid cheio, aumentando a competitividade, acho que poderemos aprender com os pilotos mais experientes, e tirar muito aprendizado para a continuidade de nossa carreira”, acredita o novato Felipe Ferreira, que em apenas três anos de corridas, subiu três degraus em sua evolução, passando do kartismo em 2005, onde iniciou na categoria Novatos aos 16 anos de idade, para a F-Renault em 2006, e agora disputará a temporada completa da F-3 Sul-americana.

Com um número variável de carros, as equipes levam geralmente uma dupla ou trio de pilotos para a temporada. Já a Bassan Motorsport apresenta um caso interessante, pois em seu segundo ano na categoria, após uma estréia logo com o vice-campeonato de Marinho Morais, optou por ter apenas um representante na pista, confiando também no talento de Felipe Ferreira. “A equipe tem sido muito legal e atenciosa, pois sou o único piloto do time, que só corre na F-3 Sul-americana. Então, eles me dão muito apoio e depositam confiança em mim, e eu quero muito retribuir isso com bons desempenhos”, afirma o paulista de 18 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *