F3 Sulamericana: Rafael Suzuki satisfeito com final de semana em Londrina

O piloto de São Paulo conquistou a 10ª posição na prova de sábado e o sexto lugar, no domingo.

O Tradicional Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina – PR, recebeu neste sábado e domingo as provas que corresponderam à 11ª e 12ª etapas do Campeonato Sul-Americano de F-3.

Após ter participado de dois dias de testes em Curitiba, sede da equipe Castilho Motorsport, na segunda e terça-feira, e também dos treinos extras da categoria na quinta-feira, já em Londrina, o paulista Rafael Suzuki (SV Labs/Shutt/Castilho) partiu confiante para as atividades oficiais do final de semana de competições.

Na sexta-feira, pela manhã, o piloto participou do treino de aquecimento e, na parte da tarde, partiu para a tomada de tempos que definiu o grid de largada da prova de sábado, 11ª etapa do Campeonato. Apesar de ter uma quilometragem no carro inferior aos demais concorrentes da categoria, Suzuki conseguiu extrair um bom rendimento do seu Dallara/Berta e conquistou a sétima posição, ficando assim com uma vaga no meio do pelotão.

No sábado, porém, com a temperatura ambiente e conseqüentemente da pista bem mais elevadas que as presentes na sexta, Suzuki e a equipe Castilho tiveram certa dificuldade de acerto do carro às novas condições e, assim, conseguiram apenas a 14ª posição para a largada da prova de domingo, 12ª etapa do Campeonato.

Mesmo assim, com problemas principalmente de desgaste dos pneus, Suzuki partiu confiante para a primeira prova. Após uma boa largada o piloto ficou durante todas as voltas no pelotão intermediário, lutando por posições. Mas, a três voltas do final, ao tentar uma ultrapassagem, o carro de Suzuki foi para a parte suja da pista e o piloto perdeu várias posições, terminando no 10º lugar.

No domingo, porém, a história foi bem diferente. Já no treino de aquecimento, realizado na parte da manhã, o piloto foi extremamente rápido e conseguiu o segundo tempo, deixando-o animado para a prova, que foi realizada no princípio da tarde. Suzuki largou muito bem para a 12ª etapa e foi logo partindo para cima dos adversários. Saindo do 14º posto o piloto sabia que teria muito trabalho, então, determinado, começou a escalar o pelotão. A cada passagem pela torre de cronometragem o carro da Castilho Motorsport estava uma posição melhor e, ao final das 24 voltas, Rafael comemorou o sexto lugar e mais três pontos na classificação do Campeonato.

“Foi um final de semana bem particular. Nosso carro, com a pista mais fria, tinha um rendimento ótimo. Mas, com o asfalto quente como tivemos no sábado, saía um pouco de frente fazendo com que os pneus apresentassem um desgaste excessivo e perdêssemos importantes décimos em cada curva. No domingo, porém, com as condições de pista melhores para nosso conjunto, fiz uma excelente corrida e, com oito posições à frente do que eu havia largado, comemorei bastante o sexto lugar. Corri aqui em Londrina com um dos carros mais confiáveis desta temporada. Além do F-3 da equipe Castilho ser muito bom, para mim, que esotu fazendo meu ano de estréia na categoria, contar com a experiência do “professor” Alex, engenheiro e chefe do time, facilita demais as coisas para buscar os melhores resultados”, analisou o representante da SV Labs/Shutt/Castilho.

Restam agora quatro corridas para o fim da temporada 2007 da Fórmula 3 Sul-Americana. Duas em Santa Cruz do Sul no próximo mês – entre os dias 15 e 16 de setembro – e outras duas em São Paulo nos dias 15 e 16 de dezembro.

Foto: Fábio Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *