F3 Sulamericana: Starostik lutou como leão em Santa Cruz do Sul

Batalha entre Starostik e Hiar levantou o público, na corrida que consagrou Clemente Farias.

Na 14ª rodada do XXI Campeonato da Fórmula 3 Sul-Americana, que foi disputada neste último domingo no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul, dois pilotos roubaram a cena. O curitibano William Starostik (Jota Quest – Até anode vai) da equipe Dragão Motorsport e o paulista Douglas Hiar da Cesário Fórmula..
 
Starostik largou somente da 13ª e penúltima posição do grid, devido a um problema na tomada de tempos no dia anterior. Já na largada o piloto mostrava suas “garras” superando nada menos que cinco adversários quando se apagaram as luzes de partida.
 
Enquanto a liderança era tranqüila para Felipe Guimarães, que tinha boa vantagem sobre Mario Romancini e Clemente Farias, Starostik atacava como um “leão faminto” a Felipe Ferreira e Denis Navarro que iam à sua frente. O lance mais belo da corrida aconteceu na sétima volta, quando Felipe Ferreira entrou no vácuo do carro de Navarro para superá-lo na freada do final da reta.
 
Starostik em manobra de grande arrojado e perspicácia entrou no vácuo de Ferreira, e não deu chance de Navarro se defender também executando a ultrapassagem para delírio do grande público presente ao circuito gaúcho. Na volta seguinte Hiar também superou Navarro e decretou aberta a temporada de caça ao curitibano, e a cada passagem pela reta dos boxes o público ficava de pé e prendia a respiração diante do duelo de Starostik e Hiar.
 
A luta seguiu assim até a bandeirada final com Starostik vencendo o duelo por 0s168.
 
“Nem sei como resisti ao Hiar. Esta pista exige muito do pescoço nas curvas de alta e terminei exausto”, disse Starostik. “Foi um duelo fantástico e o Hiar está de parabéns. Jogou limpo o tempo inteiro e o público se divertiu com nossa ‘briga’ na pista”, finalizou o curitibano, que já viaja para Brasília onde neste fim de semana tem compromisso na Copa Nextel Stock Car.
 
A vitória, pela segunda vez na temporada, foi do piloto Felipe Guimarães. Mario Romancini chegou em segundo garantindo o vice-campeonato e Clemente Farias cruzou a linha de chegada em terceiro já comemorando seu título continental com duas corridas de antecipação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *