F3 Sulamericana: Treinos continuam a semana toda em Brasília

Pré-temporada vem sendo agitada para o goiano Rodolpho Santos.

O goiano Rodolpho Santos e a equipe brasiliense Amir Nasr Racing darão continuidade nesta semana ao programa de treinamentos visando a disputa da temporada 2007 do Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3. O torneio tem início nos dias 24 e 25 de março, em Interlagos (SP), com a realização da primeira rodada dupla do ano – ao todo, serão 16 etapas. Os treinos programados pela Amir Nasr se iniciam nesta terça-feira (13) e se encerram na sexta-feira seguinte. “Depois disso, a próxima vez que entrarmos na pista já será em Interlagos, nos treinos oficiais visando as duas primeiras corridas”, explica Rodolpho Santos. “Esta semana que se inicia será a última de treinamentos antes do começo da temporada. É a fase final dos ensaios, que será seguida imediatamente pela disputa da abertura do Campeonato. E eu não me iludo: teremos uma temporada muito disputada e com adversários muito difíceis pela frente”, completa o goiano de 18 anos de idade, estreante no torneio continental.

No controle – Rodolpho e a equipe Nasr Racing têm concentrado seus testes no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. O traçado de 5.475 metros é a pista-sede do time, já que o regulamento determina que cada equipe tenha um autódromo-base onde deverá realizar seus ensaios. A medida visa reduzir custos. “Desde que fiz meu primeiro treino de Fórmula 3 aqui, mudei bastante minha pilotagem e meu entendimento sobre as reações do carro, e por isso melhorei muito os tempos”, observa Rodolpho, que começou a competir de automóvel em 2006, quando participou da temporada da Fórmula Renault – embora não tenha disputado todas as etapas. “Hoje, sou capaz de arriscar mais, mas sempre consciente de que estou 100% no controle do carro. Isso é uma grande satisfação para um piloto de corridas”, completa.

Segundo o piloto, o que mais chamou sua atenção na transição do carro de Fórmula Renault para o bólido de Fórmula 3 foram as reações deste último: “O Fórmula 3 é melhor em tudo: aceleração, retomada, frenagem etc. Mas o que mais me impressiona é a capacidade de contorno de curva. Neste quesito, o chassi é muito eficiente, com um equilíbrio e aderência que permitem contornar curvas a mais de 190 km/h aqui em Brasília. Sem dúvidas, é um carro muito estável, e que vai me ensinar muito até o final de 2007”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *