F4 Alemã: Brasileiro Felipe Drugovich estreou com dois Top 10 e é vice-líder entre os Rookies

Primeira rodada tripla do ano foi disputada no último final de semana em Oschersleben, Alemanha

Depois de fazer uma boa carreira no kartismo brasileiro e também na Europa, onde foi piloto oficial da fabricante de chassis Kosmic, o paranaense Felipe Drugovich (Diesel Technic | Drugovich | Mahle | Noma), 15 anos, fez – em grande estilo – sua estreia no automobilismo europeu. No último final de semana (15 a 17/4), em Oschersleben, na Alemanha, ele disputou a primeira rodada tripla da Fórmula 4 ADAC, o Campeonato Alemão da categoria, que reuniu cerca de 40 pilotos de todo o mundo.

Piloto da austríaca Neuhauser Racing, chefiada por Hannes Neuhauser, Felipe impressionou logo na tomada de tempos, quando garantiu o 8º lugar em seu grupo – 16º geral – e, logo de início, o direito de participar das provas sem precisar passar por eliminatórias. Além da boa colocação geral, o paranaense de Maringá foi o 2º melhor estreante no grid de largada.

A primeira prova foi realizada com chuva e, sem rodadas ou batidas, Drugovich partiu da 16ª posição para mais tarde figurar em 11º. Depois, para evitar confusões, perdeu duas posições e terminou em 13º. Na segunda corrida, novamente em um grid de 36 pilotos, o brasileiro foi o 10º colocado.

Fechando a rodada, Felipe Drugovich (Diesel Technic | Drugovich | Mahle | Noma) disputou a terceira prova e finalizou em 9º, conquistando outro segundo lugar entre os estreantes. Assim, encerrada a etapa de abertura da Fórmula 4 ADAC, Drugovich é o 15º colocado na classificação geral, com 3 pontos, e o vice-líder entre os “rookies”, com 48 pontos, 13 atrás de Nicklas Nielsen, seu companheiro de equipe.

Em meio a diversos pilotos com mais experiência – alguns deles com mais de 20 anos de idade -, Felipe Drugovich avaliou como muito positiva sua estreia no automobilismo. “Comecei com os ‘pés no chão’, ou seja, esperando resultados no pelotão intermediário”, analisa Felipe. “Me adaptei bem ao carro, desde o início dos primeiros treinos coletivos e, antes do esperado, posso dizer, começamos a colher os primeiros frutos. Foi tudo melhor que a encomenda e, por isso, estamos muito felizes, muito satisfeitos e muito confiantes para as próximas provas”, finaliza.

Dentro de duas semanas, no circuito de Sachsenring, com 3,645 km, Felipe Drugovich voltará às disputas da Fórmula ADAC, quando será realizada a segunda rodada tripla das oito previstas no calendário da competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *