F4 Sudam: Bruno Baptista vence segunda corrida na Argentina

Campeão da F4 Sul-americana, brasileiro faz corrida impecável e encerra temporada com chave de ouro no autódromo de Concórdia

O fim de semana da oitava e última etapa da F4 Sul-americana, realizada no autódromo de Concórdia, na Argentina, foi perfeito para Bruno Baptista. O brasileiro, campeão antecipado na primeira corrida com um segundo lugar, disputou a segunda prova neste domingo com o objetivo de se divertir. E, largando da quinta posição, realizou uma prova excepcional e conquistou sua quarta vitória na categoria. Felipe Ortiz e Diego Muraglia completaram o último pódio da temporada. Vencedor da primeira corrida, disputada sábado, Agustín Lima Capitao foi apenas o quarto colocado.

Soto Zurita largou da pole, mas logo perdeu a ponta para Ortiz, que trouxe junto Baptista para a briga pela liderança. A disputa também estava intensa entre Lima Capitao e Cammarota, que brigavam pela terceira posição no campeonato. Na fase final da corrida, a três voltas da bandeirada, Baptista começou a preparar o bote que lhe garantiu a vitória na última volta da prova. O piloto aproveitou o espaço deixado por Ortiz, fez a manobra e assumiu a dianteira. O resultado deu a dupla brasileira as duas primeiras posições do campeonato. Lima Capitao finalizou o ano com o terceiro posto no campeonato e Francisco Cammarota ficou em quarto lugar na tabela.

“Estou muito feliz em encerrar o ano com uma vitória. Foi uma corrida dura, mas divertida, sem a preocupação de somar pontos para o campeonato, já que o título estava definido a meu favor. O Felipe (Ortiz) fez uma grande corrida, mas no final vi que ele deixou um espaço e consegui ultrapassá-lo. Depois, ele quase me passou, mas consegui manter a ponta até o final. Foi um ano perfeito. Ganhar um título internacional logo em meu primeiro ano no automobilismo será inesquecível”, afirmou Baptista.

Vice-líder do campeonato, Ortiz bem que tentou conquistar mais uma vitória, mas não suportou os ataques de Baptista. O piloto considera que sua temporada foi muito boa. “Foi um ano ótimo, apesar de não ter conquistado o título. Cometi alguns erros ao longo do ano, o que comprometeu minhas chances, mas consegui chegar à última etapa ainda com possibilidades. Além disso, ganhei o Chellenger Raybestos, prêmio que dá dois mil dólares ao piloto que mais voltas liderou no ano, e isso demonstra que fizemos um bom trabalho. Quero agradecer a todos da F4 Sul-americana que, sem dúvidas, contribuiu muito para meu desenvolvimento”, explicou Ortiz.

No pódio mais uma vez, o uruguaio Diego Muraglia aprovou seu desempenho na categoria. “Consegui mais um bom resultado, o que prova que estou evoluindo. Me adaptei rápido ao circuito e isso também ajudou a conquistar o terceiro lugar. Estou muito feliz porque subir ao pódio contra rivais tão fortes demonstra que estamos no caminho certo. A F4 Sul-americana cresceu muito no ano e é uma ótima porta de entrada para aqueles que querem fazer carreira no automobilismo”, disse Muraglia.

Resultado da segunda corrida:
1) Bruno Baptista (BRA)
2) Felipe Ortiz (BRA)
3) Diego Muraglia (URU)
4) Agustín Lima Capitao (ARG)
5) André Vollmer (BRA)
6) Nicolás Muraglia (URU)
7) Francisco Cammarota (URU)
8) Maximiliano Soto Zurita (CHI)

Classificação do campeonato:
1) Bruno Baptista (BRA) – 352 pontos
2) Felipe Ortiz (BRA) – 264 pontos
3) Agustín Capitao (ARG) – 198 pontos
4) Francisco Cammarota (URU) – 188 pontos
5) Nicolás Muraglia (URU) – 156 pontos
6) Diego Muraglia (URU) – 107 pontos
7) Juan Manuel Casella (URU) – 83 pontos
8) Martín Ponte (ARG) – 51 pontos
9) Adrian Chiribao (URU) -51 pontos
10) Federico Ensslin (URU) – 46 pontos
11) Frederick Balbi (URU) – 45 pontos
12) Enzo Bortoleto (BRA) – 41 pontos
13) Miguel Wholer (URU) – 28 pontos
14) André Vollmer (BRA) – 28 pontos
15) Lucas Kohl (BRA) – 26 pontos
16) Maximiliano Soto Zurita (CHI) – 24 pontos
17) Rodrigo Baptista (BRA) – 23 pontos
18) Mauro Marino (ARG) – 18 pontos
19) Alessandro Salerno (ARG) – 14 pontos
20) Maximiliano González (MEX) – 14 pontos
21) Salvador de Alba (MEX) – 12 pontos
22) Junior Calamari (ARG) – 10 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *