Família Negrão se une a velho parceiro e traz visual das flechas de prata para as pistas do Brasil

Novo layout, nova equipe, atuais campeões da GT3 chegam para a abertura do campeonato em Interlagos

Atual campeã da categoria GT3 no Império Endurance Brasil, a família Negrão, formada pelo clã Xandy e Xandinho Negrão, não abriu mão de lançar novidades para a temporada 2020, que começa neste sábado (1), em Interlagos, com as Quatro Horas de São Paulo. Visualmente, a Mercedes AMG GT3 da dupla carregará a consagrada pintura ao estilo das flechas de prata, eternizada pelos carros da fábrica alemã no Mundial de Fórmula 1. Nos boxes, o carro passa a ficar aos cuidados da Mattheis Motorsports, na reedição de uma parceria vitoriosa do automobilismo brasileiro.

A máquina com o tradicional número 9 competirá com a estrutura da equipe de Rodolpho Mattheis, mas será o próprio Andreas, pai de Rodolpho, quem comandará os trabalhos do time na Império Endurance Brasil. Foi justamente Andreas o responsável por um dos últimos testes do carro antes do início da temporada, no novo autódromo Potenza, em Lima Duarte (MG). Juntos, ele e Xandy Negrão já foram bicampeões brasileiros de GT3 como pilotos, além de terem parceria de longa data em outras categorias, com Negrão na pilotagem e Mattheis no comando do time.

A parceria, porém, não acontecerá já na prova de Interlagos: com dores no pescoço, Xandy vai ficar de fora da etapa de abertura do campeonato. Seu substituto será o sobrinho André Negrão, campeão do Mundial de Endurance (WEC) e bicampeão das 24 Horas de Le Mans na categoria LMP2. A Mercedes da família não é uma novidade para o filho do ex-piloto Guto Negrão: ele já havia competido ao lado do tio e do primo com a máquina germânica na última etapa de 2019, as Seis Horas de Curitiba.

A presença de André Negrão provocará uma situação inusitada, já que ele e Xandinho são considerados pilotos de nível Ouro no automobilismo nacional. No entanto, o regulamento da classe GT3 prevê que as duplas sejam formadas por um piloto profissional e um gentleman driver. Assim, para permitir que a tripulação do carro nº 9 permaneça em família, sem que o nível técnico elevado da dupla cause desequilíbrio na disputa, Xandinho e André, em comum acordo com a organização e demais times participantes, vão largar da última posição.

Os primos terão outra dificuldade extra em sua busca pela vitória: eles terão de fazer seus três pit stops obrigatórios em tempo mínimo de cinco minutos, um minuto a mais em cada parada do que os demais participantes. “Com certeza será legal com meu primo. Infelizmente meu tio não vai correr neste final de semana, mas pra mim vai ser um treino, uma corrida a mais, é sempre bom estar dentro do carro, o problema é que tomamos muitas penalizações pela nossa dupla, dois pilotos ouro, mas estamos aqui para se divertir, em família, e temos amanhã uma grande missão”, contou André Negrão.

Já Xandinho, que vem de dois vice-campeonatos na categoria geral consecutivos ao lado de Xandy, e o campeonato da categoria GT3 do ano passado, também comemorou a oportunidade de acelerar junto com o primo. “Estamos muito felizes em abrir essa temporada em Interlagos, uma pista que gosto muito, e correndo ao lado de amigos e com o André meu primo. Essa etapa meu pai acompanhando fora do cockpit, esta recuperando de uma lesão, mas esta do nosso lado dando apoio e ajudando nas estratégias. Tivemos algumas penalizações pela nossa dupla, teremos muito trabalho na corrida, mas seguimos confiantes e animados pelo inicio do campeonato”, disse Xandinho Negrão.

As Quatro Horas de Interlagos tem a largada marcada para as 11h30 com transmissão ao vivo pelo canal Sportv e também pelo Youtube oficial da categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *