Felipe Drugovich conquistou novo pódio na Fórmula 2 no Bahrein após Nikita Mazepin receber punição

Atitudes do piloto russo atrapalharam possível vitória do piloto brasileiro neste sábado

A Fórmula 2, categoria de acesso à Fórmula 1, disputou neste sábado (5), no Bahrein, a primeira corrida de sua 12ª e última etapa da temporada. E, em uma corrida bastante ‘quente’ dentro da pista, o brasileiro Felipe Drugovich conquistou um resultado de pódio e marcou novos pontos em seu ano de estreia na Fórmula 2.

Depois de uma sessão classificatória bastante positiva na sexta-feira, quando garantiu um lugar na terceira fila do grid de largada, em 5º, o piloto da equipe holandesa MP Motorsport chegou a se aproximar da segunda posição nas primeiras curvas, mas acabou voltando para o lugar de onde largara.

A corrida teve um ritmo intenso no circuito externo, de apenas 3.543 metros, e Drugovich permaneceu em quinto, sempre próximo aos quatro primeiros, durante todo o primeiro ‘stint’, quando utilizou pneus macios.

Na vigésima das 48 voltas previstas, Felipe Drugovich foi aos boxes e, sendo o último dos cinco primeiros a fazer sua troca, voltou com pneus mais novos e mais rápido entre os que lutavam pela vitória. Com sucessivas boas voltas, o piloto de Maringá (PR) aproximou-se dos quatro primeiros e tratou de atacar.

Preciso, Drugovich superou o japonês Yuki Tsunoda e o russo Nikita Mazepin e assumiu a segunda posição, enquanto Robert Shwartzman liderava. Os dois, porém, recuperaram as posições e Tsunoda abriu e passou a lutar pela vitória, que efetivamente alcançaria. O paranaense, então, passou a lutar com Mazepin pelo terceiro lugar, mas foi “espremido” pelo piloto russo em duas tentativas de ultrapassagem.

Na bandeirada final, Felipe Drugovich foi o quarto colocado, logo atrás de Nikita Mazepin. Entretanto, após a prova, os Comissários Desportivos puniram o piloto russo por atitude antidesportiva em Drugovich, que, assim, foi o terceiro colocado, mas sem subir no pódio, que já havia sido realizado.

“Fiz uma ótima largada e já estava praticamente com a P2 na mão, mas o Tsunoda passou um pouco reto, fiquei espremido, e tive que voltar para quinto. Eu tinha um bom ritmo, usamos a mesma estratégia da semana passada, de alongar o primeiro stint com os pneus macios para ter ‘mais vida’ com os pneus duros. Deu certo”, relembra Felipe Drugovich. “Vim tirando a diferença nas últimas voltas, assumi o segundo lugar, mas aí recebi um toque que quase ninguém viu e o replay não mostrou. Perdi as duas posições e no mínimo 3 segundos, além de ter sujado os pneus. Tive sorte por não rodar. Era uma corrida para ter vencido. Mas terceiro foi um bom resultado, eu largo em 6º amanhã e tenho certeza de que vamos para a frente mais uma vez”, finalizou.

A Fórmula 2 terá sua última corrida neste domingo (6), às 9h20 da manhã (horário de Brasília), e Felipe Drugovich largará em 6º por conta da inversão do grid entre os oito primeiros na prova deste sábado. A prova terá transmissão ao vivo no canal da Fórmula 1 no YouTube – https://www.youtube.com/user/Formula1.

Felipe Drugovich tem o apoio de Drugovich Auto Peças, que atua no ramo de peças para caminhões e ônibus; da Noma, destaque no segmento de implementos rodoviários; e da Stilo, fabricante italiana de capacetes.

Confira o resultado da corrida de hoje no Bahrein:
1 Yuki Tsunoda (JAP) – Carlin – 48 voltas – 52:59.396
2 Guanyu Zhou (CHI) – UNI-Virtuosi – a 5.613
3 Felipe Drugovich (BRA) – MP Motorsport – a 6.655
4 Robert Shwartzman (RUS) – Prema Racing – a 7.438
5 Callum Illot (GBR) – UNI-Virtuosi – a 8.143
6 Mick Schumacher (ALE) – Prema Racing – a 10.339
7 Jehan Daruvala (IND) – Carlin – a 11.818
8 Dan Ticktum (GBR) – DAMS – a 14.640
9 Nikita Mazepin (RUS) – Hitech Grand Prix – a 16.280
10 Pedro Piquet (BRA) – Charouz Racing System – a 17.511
11 Marcus Armstrong (NZL) – ART Grand Prix – a 17.789
12 Louis Deletraz (SUI) – Charouz Racing System – a 19.374
13 Artem Markelov (RUS) – BWT HWA Racelab – a 31.999
14 Ralph Boschung (SUI) – Campos Racing – a 34.388
15 Giuliano Alesi (FRA) – MP Motorsport – a 35.082
16 Luca Ghiotto (ITA) – Hitech Grand Prix – a 38.113
17 Marino Sato (JAP) – Trident – a 39.059
18 Theo Pourchaire (FRA) – BWT HWA Racelab – a 41.719
19 Sean Gelael (IND) – DAMS – a 45.847
20 Roy Nissany (ISR) – Trident – a 50.305
21 Christian Lundgaard (DIN) – ART Grand Prix – a 59.292
22 Guilherme Samaia (BRA) – Campos Racing – a 1 volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *