FIA GT: Na China, Sérgio Jimenez volta ao GT1

Piloto foi convidado pela DKR Engineering e correrá a antepenúltima rodada dupla do Mundial com o Corvette ao lado do francês Michael Rossi

Sérgio Jimenez (GFS Software/CIAO) voltará ao volante de um carro do Mundial de GT1 da FIA neste final de semana. O brasileiro, que correu em duas rodadas duplas do campeonato em 2010, tendo chamado atenção de várias equipes da categoria, fará o retorno com o time que primeiro lhe deu a oportunidade em novembro do ano passado, em Interlagos: a DKR Engineering, preparadora dos Corvette Z06.

“Desde o ano passado, quando corri no GT1 pela primeira vez, defini a categoria como um dos grandes objetivos da minha carreira ao lado da Stock Car. São os carros de turismo mais rápidos do planeta, e é a categoria mais importante e melhor consolidada entre os GTs”, destacou Jimenez. “Eu já vinha conversando com a equipe desde o início do ano – eu tentando patrocínios aqui e eles na Europa para viabilizar a minha participação. O namoro foi longo, e somente agora eles conseguiram tornar possível que eu corresse pela DKR e estou extremamente feliz por ter dado certo”.

O GT1 volta às atividades depois de ter sua última corrida realizada no meio de julho, em Paul Ricard, na França. Findas as férias do verão europeu, a categoria vai à China para sua oitava e antepenúltima rodada dupla do campeonato. O palco será o novíssimo circuito localizado na cidade de Ordos – a 760 quilômetros de Pequim. A capital chinesa também deverá receber no final de semana seguinte a nona e penúltima rodada dupla da competição – ainda falta confirmação oficial.

O circuito de 3,7 quilômetros de extensão será uma novidade para todos, o que coloca Jimenez, de 27 anos, em um pouco mais de igualdade de condições com seus adversários. “Já corri com este carro, mas faz praticamente um ano. Vou ter de me reacostumar com ele, mas não acho que será difícil. Até porque a categoria não faz uma corrida desde o mês de julho, então todo mundo terá de fazer uma pequena readaptação. O que pesa contra mim é o fato de eu não estar fazendo a temporada toda, então ainda não tenho a mão do carro como os concorrentes, não estou entrosado com a equipe. São estes pequenos detalhes que no fim das contas até podem fazer alguma diferença”, disse.

Jimenez fez sua estreia na categoria em 2010 durante a penúltima rodada dupla da temporada, justamente no circuito de Interlagos. Convidado pela organização da prova a fazer dupla com o compatriota Claudio Dahruj, Jimenez impressionou a equipe DKR ao liderar o primeiro treino livre em seu primeiro contato com o Corvette. Seu desempenho lhe rendeu um convite para disputar as provas de encerramento do campeonato, no circuito de San Luís, na Argentina. Entretanto, Sérgio correu de Lamborghini para substituir Ricardo Zonta – e por indicação do mesmo. Na prova, foi o quarto colocado, tendo sido o melhor Lamborghini do fim de semana, ao lado do alemão Frank Kechele na All-Inkl.

A meta de Sérgio Jimenez é repetir o bom trabalho com a equipe e iniciar as negociações para que se torne piloto oficial da DKR para a próxima temporada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *