FIA GT: Punição técnica a adversários confirma título de Jaime Melo no Mundial FIA GT, na classe GT2

Vice-líderes da classe GT2 são desclassificados da nona etapa por altura irregular do carro e brasileiro é campeão por antecipação.

 


Apesar dos contratempos enfrentados durante a nona e penúltima etapa do Campeonato Mundial FIA Gran Turismo, neste domingo (15) na pista italiana de Adria, o brasileiro Jaime Melo Júnior confirmou a conquista do título da classe GT2 por antecipação. A confirmação do título deu-se cerca de quatro horas após o encerramento da prova, resultando dos laudos dos comissários responsáveis pela vistoria técnica dos carros inscritos.

Melo envolveu-se num acidente com o belga Renaud Kuppens, da classe G2, na segunda volta da prova. Ficou parado nos boxes durante mais de 20 voltas para reparos no radiador de sua Ferrari 430 GT Maranello, danificado na batida, e enfrentou superaquecimento do motor. Ele e Matteo Bobbi, seu parceiro, ficaram em sexto lugar. Mika Salo e Rui Aguas, vice-líderes na pontuação, terminaram em segundo e adiaram a definição do título.

Quatro horas mais tarde, os comissários técnicos do Mundial FIA GT anunciaram a desclassificação do carro número 59 de Salo e Aguas, sob alegação de medidas irregulares na altura em relação ao solo, o que confirmou o segundo título de um brasileiro na competição – o primeiro fora conquistado em 1998 pelo também paranaense Ricardo Zonta, que disputou a classe GT1 em dupla com o alemão Klaus Ludwig, na equipe AMG/Mercedes-Benz.

“Não era assim que eu queria ganhar o campeonato, é claro que preferia ter comemorado na pista, com um bom resultado, talvez com a vitória”, comentou Melo Júnior. “Mas é importante lembrar que não conquistamos esse título hoje, aqui na Itália. Foi um campeonato conquistado com um trabalho consistente, feito nas nove corridas que já disputamos, um trabalho que nos permitiu chegar aqui com a chance de levar o título por antecipação”, analisou.

Esta foi a segunda temporada de Jaime Melo Júnior como piloto vinculado à Ferrari no Mundial FIA GT. “Aprendi muito com todo o pessoal da Ferrari desde que cheguei aqui, tenho recebido deles e da AF Corse toda a condição possível. Entendo que neste ano eles acreditaram mais no meu trabalho, no meu potencial, a ponto de terem um piloto de tanto nível quanto o Salo como meu concorrente. Foi um ano fantástico, agora é só comemorar”, finalizou.

Na GT2, Melo Júnior e Bobbi, com o quinto lugar na corrida, foram a 71 pontos. Salo e Aguas continuam com 55 e já têm assegurado o vice-campeonato.


Classificação GT2:
1 Matteo Bobbi  71
  Jaime Melo  71
2 Mika Salo  55
  Rui Aguas 55
3 Tim Mullen  50.5
4 Nathan Kinch  43
  Andrew Kirkaldy  43
5 Tim Sugden  38
  Iradj Alexander  38


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *