FIA GT: Xandinho Negrão conquista a etapa da França

Brasileiro vence pela primeira vez na série de turismo e embola reta final do campeonato.

O paulista Xandinho Negrão (Medley) conquistou neste domingo a 8ª etapa do FIA GT, uma das principais séries de turismo de todo o mundo. Em parceria com o português Miguel Ramos, Xandinho conduziu o Maserati MC12 GT1 da Vitaphone Racing à sua primeira vitória na temporada no circuito francês de Nogaro. Com mais 10 pontos, a dupla manteve o terceiro lugar na classificação geral. Restando duas corridas, está agora a somente meio ponto do holandês Mike Hezemans e do italiano Fabrizio Gollin, segundo colocados na prova, e a 6,5 dos líderes Andrea Bertolini e Michael Bartels.

Quinto colocado no grid, Xandinho chegou a cair uma posição na largada. Mas conseguiu se manter sempre no pelotão da frente, beneficiado pelo rendimento regular que a máquina italiana vem revelando desde a abertura do calendário e pela estratégia de parada adotada pela equipe. “Temos tido dificuldades com o aquecimento dos pneus dianteiros nos treinos classificatórios e aqui não foi diferente com os compostos mais duros trazidos pela Michelin. Mas sabíamos que no ritmo de prova seriamos mais rápidos. Retardamos um pouco a entrada nos boxes e isso também ajudou”, lembrou o brasileiro, que completará apenas 23 anos no próximo dia 14.

Xandinho entregou o cockpit na segunda posição e o parceiro manteve o ritmo. Ao retomar o volante no terceiro e último turno, Xandinho continuava atrás apenas do Corvette Z06 do suíço Marcel Fassler. Faltando 15 minutos para a bandeirada quadriculada, ele conseguiu a ultrapassagem e disparou na ponta, enquanto Fassler ainda cederia a posição ao companheiro de marca Gollin. “Sabíamos que os Corvette poderiam ter problemas com o consumo de pneus. Foi uma questão de andar rápido o tempo todo e não cometer erros”, resumiu Xandinho, que administrou as últimas voltas e cruzou a linha de chegada com a confortável margem de cinco segundos sobre o italiano.

“Estamos na briga pelo título. Não será fácil, porque restam apenas duas etapas e estamos competindo também com nossos companheiros de equipe da Maserati. Não podemos tomar pontos uns dos outros e permitir que o Corvette leve o campeonato”, lembrou o ex-piloto da Fórmula GP2.

O resultado da prova:

1 – Xandinho Negrão-Miguel Ramos (Maserati MC12), 81 voltas em 1h59min45s063 (147,56 km/h)
2 – Fabrizio Gollin-Mike Hezemans (Corvette Z06), a 5s003
3 – Marcel Fassler-Jean Deniz Deletraz (Corvette Z06), a 14s036
4 – Allan Simonsen-Phillip Peter (Aston Martin DB9), a 21s216
5 – Karl Wendlinger-Ryan Sharp (Aston Martin SB9), a 43s491
6 – Michael Bartels-Andrea Bertolini (Maserati MC12), a 43s705
7 – Greg Franchi-Vincent Vosse (Saleen S7), a 43s839
8 – Christoph Bouchut-Xavier Maassen (Corvette Z06), a 1min04s768
9 – Richard Westbrook-Alex Davison (Porsche 911 GT3 RS 997), a duas voltas
10 – Tim Mullen-Andrea Piccini (Ferrari F430), a duas voltas

A nova classificação: 1, Michael Bartels-Andrea Bertolini, 56 pontos; 2, Fabrizio Gollin-Mike Hezemans, 50; 3, Xandinho Negrão-Miguel Ramos, 49,5; 4, Marcel Fassler-Jean Deniz Deletraz, 41,5; 5, Karl Wendlinger-Ryan Sharp, 38; 6, Allan Simonsen-Phillip Peter, 35; 7, Christoph Bouchut-Xavier Maassen, 32,5; 8, Stephane Sarrazin-Eric Van de Poele, 20; 9, Lukas Lichter-Hoyer-Alex Muller, 17; 10, Alessandro Píer Guidi-Stephane Lemeret, 16.

Próxima etapa: Zolder (Bélgica, dia 19 de outubro)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *