Fórmula 1 abre portas para casas de apostas

Não tem jeito. Os patrocínios de casas de apostas nos esportes de alto rendimento espalhados pelo mundo passaram de tendência a realidade. Após NBA e NFL, agora é a vez da Fórmula 1 colocar um fim a uma proibição que já durava quase 40 anos e passar a aceitar esse tipo de aporte.

A categoria mais importante do automobilismo mundial assinou contrato com a Interregional Sports Group (ISG), agência de marketing com sede em Londres, que terá direitos globais em relação a patrocínios de casas de apostas na Fórmula 1.

Segundo o jornal britânico Financial Times, o acordo determina que a ISG terá que pagar US$ 100 milhões ao longo de cinco anos. Em troca, a empresa terá o direito de realizar uma série de acordos separados com empresas de apostas em diferentes mercados ao redor do mundo.

A partir de agora, as casas de apostas terão a oportunidade de promover suas marcas em outdoors eletrônicos, gráficos na tela durante as transmissões de TV e também por meio da integração entre as plataformas digitais e redes sociais da Fórmula 1.

Além disso, a primeira parceria do gênero com a Fórmula 1 fará com que a ISG e a empresa de dados esportivos Sportradar trabalhem com dados obtidos durante os fins de semana de corrida para desenvolver novos mercados de apostas durante os Grandes Prêmios. A categoria também se beneficiará dos serviços de integridade do Sportradar para protegê-la contra qualquer tipo de corrupção relacionada às apostas.

“A Fórmula 1 tem o prazer de fazer parceria com a ISG, que demonstrou sua impressionante capacidade global ao trabalhar com times da Serie A (Itália) e da La Liga (Espanha). Também estamos muito entusiasmados por trabalhar com a ISG e o Sportradar para aproveitar ao máximo os dados gerados em cada Grande Prêmio. Parcerias de dados e patrocínio como essas são práticas comuns em quase todos os esportes premium e esse é o último passo em nossa missão de fazer da Fórmula 1 a principal experiência de entretenimento esportivo do mundo. Este acordo nos permite desenvolver maneiras novas e emocionantes para os fãs de Fórmula 1 em todo o planeta se envolverem com o maior espetáculo de corrida do mundo, garantindo a integridade com a supervisão do Sportradar”, afirmou Sean Bratches, diretor de operações comerciais da Fórmula 1.

Vale lembrar que, desde maio, a Fórmula 1 é a terceira gigante do esporte mundial a abrir as portas a patrocínios de casas de apostas. Primeiro, foi NBA, que fechou um acordo de US$ 25 milhões com a gigante de hospitalidade e entretenimento MGM Resorts International, tornando-a parceira oficial de jogos não só da própria NBA como também da WNBA.

Depois, foi a vez da NFL, que passou a permitir que as franquias vendam ofertas de patrocínio a casas de apostas. O Dallas Cowboys entrou para a história como o primeiro a se aproveitar da nova possibilidade.

Na Fórmula 1, a prática era proibida há quase 40 anos. Isso porque Bernie Ecclestone, antigo dono da categoria, recusava-se a aceitar apostas de empresas por acreditar que isso servia apenas para manchar o mercado e também a imagem do esporte.

Fonte: Máquina do Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *