Formula-1: Mercedes revela falha de comunicação na confusão com pneus de Russell

Toto Wolff revelou que uma falha de comunicação no rádio levou à confusão de pneus que custou a George Russell sua provável primeira vitória na F1 no GP de Sakhir deste domingo. Em sua primeira aparição pela Mercedes como substituto de Lewis Hamilton, Russell dominou a maior parte da corrida no Circuito Internacional do Bahrein, assumindo a liderança no início.

Russell construiu uma vantagem de quase três segundos sobre o companheiro de equipe da Mercedes, Valtteri Bottas, durante o período inicial antes dos boxes e aumentou isso para cinco segundos de vantagem depois de ganhar mais tempo no ciclo de pit stop.

Mas quando o safety car foi chamado na volta 59, a Mercedes tentou trazer seus dois carros aos boxes.

A equipe de pit liberou Russell, mas descobriu que havia acidentalmente instalado os pneus destinados a Bottas no carro do piloto britânico. Como resultado, Bottas teve seus pneus duros existentes reajustados antes de ser liberado novamente.

Questionado pelo Motorsport.com sobre como aconteceu a confusão de pneus, o chefe da Mercedes, Wolff, revelou que um problema de rádio significava que a mensagem não havia chegado ao lado da garagem de Russell.

“O que aconteceu é que, quando chamamos as equipes de pit, eles recebem uma chamada nos rádios e trazem os pneus certos”, disse Wolff. “Um lado da garagem, o lado de George, não ouviu a chamada”.

“Tínhamos um rádio que não funcionou e então os caras errados com os pneus errados saíram”.

Russell foi forçado a ir para os boxes na volta seguinte para colocar seus próprios pneus, mas está sob investigação por correr com compostos de Bottas. “Nós soubemos imediatamente quando Valtteri não tinha seus pneus, sabíamos que os pneus de Valtteri estavam no carro de George”, disse Wolff.

“Colocamos o pneu duro usado do Valtteri que acabamos de tirar do carro novamente e sabíamos que precisávamos colocar George novamente no box”.

Apesar dos problemas, Russell ainda estava em posição de vencer a corrida em Sakhir, revidando desde o quinto lugar na relargada faltando 19 voltas para o segundo lugar, até que um furo de pneu o forçou a outro pit stop.

Russell terminou a corrida em nono e depois admitiu que os contratempos “doem muito” depois de chegar tão perto de uma vitória de estreia para a Mercedes.

“O furo lento provavelmente veio de ele ter que sair da linha tantas vezes para ultrapassar”, disse Wolff.

“Quanto à vitória da corrida? Eu não sei. Acho que nosso estrategista disse que ele alcançaria Sergio e talvez o DRS teria nos ajudado, mas não tenho certeza [se ele teria vencido]”.

“Sergio fez uma corrida brilhante e merece a vitória porque cometemos muitos erros e não tivemos sorte com o furo”.

Fonte: Motorsport.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *