Fórmula E: Britânico tira Lucas Di Grassi da prova em Mônaco

Uma batida do inglês Alexander Sims (BMW Andretti) tirou momentaneamente do brasileiro Lucas Di Grassi a chance de brigar pela ponta do Campeonato de Fórmula E, neste sábado (11), nas ruas de Mônaco. O toque aconteceu na 31ª das 51 voltas da prova, quando o piloto da Audi Sport Abt Schaeffler ocupava a oitava colocação. Com o acidente, Di Grassi agora é o quinto colocado, a 17 pontos do primeiro colocado, o francês Jean-Eric Vergne, da equipe Techeetah. Di Grassi retomará a campanha pelo bicampeonato no dia 25 de maio, em Berlim.

“A corrida vinha sendo muito boa até o momento em que o Sims me empurrou para o muro. Acho que eu chegaria em sexto ou sétimo. Foi uma coisa completamente desleal. Eu não pude fazer nada, estávamos lado a lado, e ele me jogou no muro, quebrando as duas rodas. Fim de prova”, resumiu o brasileiro, que chegou a Mônaco na terceira posição.

“Começamos bem nos treinos livres, mas na classificação não foi legal, então a estratégia para a corrida era brigar por pontos”, conta Lucas, que largou em 13º. “Essa foi a primeira corrida que não pontuei este ano. É justamente o oposto do nosso objetivo – pontuar sempre neste campeonato tão competitivo. Perdemos um pouco de terreno em relação ao novo líder do campeonato, mas o jogo ainda está bastante aberto. Agora, vamos focar na etapa de Berlim, daqui duas semanas. Lá, teremos uma nova chance”, conclui o brasileiro. A vitória na corrida foi do francês Jean-Eric Vergne, que agora soma 87 pontos. Completaram os cinco primeiros os pilotos Oliver Rowland (Inglaterra, Nissan e.dams), Felipe Massa (Brasil, Venturi), Pascal Wehrlein (Alemanha, Mahindra) e Sebastien Buemi (Suíça, Nissan e.dams).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *