FRenault: Gaúcho, carioca e paranaense terão disputa particular em Tarumã

Vinícius Quadros, Eduardo Santos e Cláudio Cantelli são os três melhores estreantes da temporada. Segunda metade do campeonato começa neste fim de semana no circuito mais rápido do Brasil e terá, também, embate entre os veteranos Felipe Lapenna e Douglas Soares.

Em uma temporada em que o peso da experiência tem falado mais alto, três pilotos travam uma disputa particular por um título que, até o ano passado, era oficial na Fórmula Renault Brasil: o de melhor estreante do ano. A segunda metade do campeonato de 2006 começa neste fim de semana no Autódromo de Tarumã e, além da briga entre os veteranos Felipe Lapenna e Douglas Soares pela liderança da competição, outro embate vai chamar a atenção na rodada dupla que marca a 7ª e a 8ª provas do calendário.

O gaúcho Vinícius Quadros (Bassani Racing), o paranaense Cláudio Cantelli (Dragão Motorsport) e o carioca Eduardo Santos (Dragão Motorsport/Spirit, a Alma do Design) ocupam, respectivamente, a terceira, quarta e quinta posições na tabela de classificação, e mesmo vindo por fora na corrida pelo título, têm se destacado desde o início da temporada pela rápida adaptação ao carro e, principalmente, pela regularidade na conquista de bons resultados.

“Para ser sincero, eu não esperava ocupar a quinta posição na tabela neste momento, principalmente porque estava longe do automobilismo desde 2003, quando ainda corrida de kart, e porque fiquei de fora de duas das seis provas disputadas até agora por falta de patrocínio”, disse Eduardo Santos. “O cenário era bastante desfavorável para mim, mas conseguimos superar as dificuldades e hoje meu objetivo é ser o melhor novato do ano”, completou o piloto, que soma 67 pontos na tabela, contra 75 de Cantelli e 96 de Quadros. Na rodada dupla gaúcha, 64 pontos estarão em jogo.

Mais rápido no último treino coletivo da categoria, realizado no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, em dia de Jogo do Brasil pela Copa do Mundo da Alemanha, Santos vem de uma vitória arrasadora em Brasília e atravessa boa fase na competição. Nas quatro corridas que disputou, conquistou um primeiro, um terceiro e um quarto lugares (três pódios) e só não pontuou na prova em que abandonou por causa de um acidente.

“Só tenho a agradecer a Dragão Motorsport pelo bom carro que tive nas mãos nas rodadas duplas de Curitiba e Brasília. Tenho muita confiança no trabalho de todos e espero que, em Tarumã, eu possa conquistar mais um resultado positivo”, acrescentou Eduardo Santos.

O carioca só lamenta, no entanto, a ausência de um campeonato oficial entre os novatos, a exemplo do que ocorreu em 2004 e 2005. “Nessas temporadas, o número de estreantes era bem menor. No ano passado foram apenas três e neste, temos dez pilotos que nunca competiram na Fórmula Renault. É uma pena que não lutemos mais pelo prêmio de melhor novato, mas nem por isso vamos deixar de fazer paralelamente nossas próprias contas”, finalizou Eduardo Santos.

Os treinos para a sétima e oitava etapas da Fórmula Renault Brasil começam nesta quinta-feira no circuito de Tarumã.

Após as três primeiras rodadas duplas, os seis melhores colocados na classificação geral são:
1) Felipe Lapenna, 164 pontos
2) Douglas Soares, 100
3) Vinicius Quadros, 96
4) Claudio Cantelli Jr., 75
5) Dudú Santos, 67
6) Willian Starostik, 58

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *