FRenault: Para fazer homenagem, Diego Nunes troca F-3 por F-Renault em Vitória

No que deve ser sua última temporada no Brasil, Diego homenageia

empresa que o patrocina há sete anos e que é sediada na capital

do Espírito Santo. “Se tudo der certo, em 2007 estarei na Europa

e não terei outra oportunidade de correr em Vitória”, diz ele


O piloto Diego Nunes será uma espécie de atração especial no próximo final de semana durante a décima etapa da temporada do Campeonato Brasileiro de Fórmula Renault, a ser disputada no circuito montado nas ruas de Vitória (ES). A interrupção de suas atividades na Fórmula 3 (ele disputa o Campeonato Sul-Americano) se deve a uma homenagem que o paulista fará a uma de suas principais patrocinadoras, a Chocolates Garoto, empresa sediada na capital capixaba e que o apóia desde os tempos do kartismo, há sete anos – um período até incomum entre os acordos de patrocínio no país. Além da Garoto, Nunes também conta com investimento da Aura, empresa francesa especializada na administração de cartões de crédito, que está incrementando suas atividades no Brasil.



“Esta deve ser a última chance que terei de fazer essa homenagem, que no fundo é um agradecimento à Chocolates Garoto por ter me apoiado por tanto tempo – espero que possamos continuar juntos caso eu consiga ir para a Europa”, conta o piloto, terceiro colocado na F-3 Sul-Americana, onde é um dos candidatos ao título. Diego estuda possibilidades de competir de F-3 na Inglaterra e na Espanha. “É uma honra voltar a correr em Vitória. Vai ser muito gostoso acelerar em uma pista de rua. Lembra um pouco os tempos de kart, com retas curtas e muitas curvas”, afirma o piloto de 20 anos, que é patrocinado pela Garoto desde 1999.


 
Diego estará a bordo de um dos Fórmula Renault da Bassani Racing, mesma equipe que defende na Fórmula 3 Sul-Americana. Se depender do retrospecto, Diego tem tudo para fazer bonito. No ano passado, ele quase venceu a prova da F-Renault em Vitória, terminando em terceiro. “Em 2005, o Diego fez uma grande corrida nessa pista e estou confiante na chance de um bom resultado. A vitória escapou por pouco das mãos dele. Com certeza, desta vez ele voltará a ser um dos favoritos”, aposta o engenheiro Eduardo Bassani, dono da equipe que é uma das maiores vencedoras da Fórmula Renault.


 
Com 2.760 metros, o Circuito Urbano de Vitória é o mais tradicional traçado de rua em atividade no Brasil. Sua inauguração ocorreu nos anos 1980, ainda no extinto Campeonato Brasileiro de Fórmula Ford, torneio que foi a maior categoria-escola da história do automobilismo nacional. Na década de 1990, a pista passou a ser utilizada pela Fórmula Chevrolet, mas com o fim do campeonato patrocinado pela GM o traçado foi desativado, voltando ao calendário das corridas somente em 2002, com a estréia da F-Renault. Nesta última categoria, os vencedores foram: Allam Khodair (SP, temporada de 2002), Renato Jader David (SP, 2003), Alexandre Foizer (DF, 2004) e Bia Figueiredo (SP, 2005).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *