GP de Macau: Edoardo Mortara faz história em Macau

O italiano Edoardo Mortara (Signature) venceu neste domingo (21/10), a 57ª edição do GP de Macau, disputado no circuito montado nas ruas da cidade. Mortara entrou para a história como o primeiro piloto a vencer duas edições da tradicional prova, disputada desde 1954.

Mortara dominou as atividades no Circuito da Guia, marcando a pole-position e vencendo a prova classificatória no sábado. Largando novamente na pole o Campeão Europeu de F-3 de 2010 manteve a ponta na largada, seguido pelos parceiros de equipe, o alemão Daniel Abt e o holandês Laurens Laurens Vanthoor.

Antes do final da primeira volta um acidente envolvendo quatro carros acionou o Safety-Car. Na 3ª volta a prova recomeçou, com Abt e Laurens Vanthoor superando Mortara na curva Lisboa.

Poucas curvas depois Abt errou no Esse da Solitude, acertando a barreira de proteção, trazendo mais um Safety-Car. Vanthoor evitou acertar o carro de Abt, assumindo a liderança.

Na 7ª volta a bandeira verde foi agitada, com Mortara reassumindo a ponta ao ultrapassar Vanthoor na descida da curva Lisboa. No restante da prova Mortara abriu uma confortável vantagem sobre o parceiro de equipe, vencendo com 2s12 de vantagem. O finlandês Valtteri Bottas (Prema Powerteam) completou o pódio.

O alemão Marco Wittmann, também da Signature, terminou em 4º, seguido pelo holandês Renger Van der Zande (Motopark Academy) e o português Antonio da Costa (Carlin).

Três brasileiros disputaram a prova. Felipe Nasr (Raikkonen Robertson Racing) chegou em 11º, Rafael Suzuki (Petronas TOM’S) 17º e Lucas Foresti (Fortec Motorsport) 22º.

Final:

1 – Edoardo Mortara (Dallara-Volkswagen) – Signature – 15 voltas em 39’30″753
2 – Laurens Vanthoor (Dallara-Volkswagen) – Signature – 2″120
3 – Valtteri Bottas (Dallara-Mercedes) – Prema – 3″156
4 – Marco Wittmann (Dallara-Volkswagen) – Signature – 6″230
5 – Renger Van der Zande (Dallara-Volkswagen) – Motopark – 10″631
6 – Antonio Da Costa (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 13″173
7 – Jean-Eric Vergne (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 16″508
8 – Roberto Merhi (Dallara-Mercedes) – Prema – 19″313
9 – Felix Rosenqvist (Dallara-Mercedes) – Performance – 20″343
10 – Carlos Huertas (Dallara-Volkswagen) – Hitech – 21″362
11 – Felipe Nasr (Dallara-Mercedes) – Raikkonen – 22″994
12 – Alexandre Imperatori (Dallara-Honda) – Toda – 23″926
13 – Hideki Yamauchi (Dallara-Toyota) – Hanashima – 25″486
14 – Jazeman Jaafar (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 25″989
15 – William Buller (Dallara-Mercedes) – Fortec – 31″563
16 – Yuji Kunimoto (Dallara-Toyota) – Tom’s – 36″143
17 – Rafael Suzuki (Dallara-Toyota) – Tom’s – 36″621
18 – Oliver Webb (Dallara-Mercedes) – Fortec – 41″413
19 – James Calado (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 41″753
20 – Yuhi Sekiguchi (Dallara-Nissan) – Three Bond – 46″198
21 – Adderly Fong (Dallara-Mercedes) – Sino Vision – 46″336
22 – Lucas Foresti (Dallara-Mercedes) – Fortec – 46″731
23 – Hywel Lloyd (Dallara-Mercedes) – CF Manor – 49″720
24 – Kimiya Sato (Dallara-Volkswagen) – Motopark – 52″555

Volta mais rápida: Edoardo Mortara 2’11″480

Abandonos:

Daniel Abt (Dallara-Volkswagen) – Signature – 2 voltas
Michael Ho (Dallara-Mercedes) – Raikkonen – 0 volta
Alexander Sims (Dallara-Mercedes) – Raikkonen – volta
Carlos Munoz (Dallara-Volkswagen) – Hitech – 0 volta
Rio Haryanto (Dallara-Mercedes) – Raikkonen – 0 volta
Daniel Juncadella (Dallara-Mercedes) – Prema – 0 volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *