GP2 Asiática: Bruno Senna estréia em 2º na abertura em Dubai

Bruno Senna (iSport International) estreou nesta sexta-feira com o 2º lugar na Fórmula GP2 Ásia. Na abertura da rodada dupla inaugural da nova série no Autódromo de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, o francês Romain Grosjean (ART GP) saiu na pole e conquistou a vitória de ponta a ponta. O bom início de temporada de Bruno foi ratificado pela volta mais rápida, que lhe garantiu o ponto extra.

De certa forma, o resultado da corrida foi definido pelo treino classificatório. “Fui atrapalhado pelo Fauruz Fauzy na minha melhor volta”, justificou Bruno, que terminou em 2º e pagaria o preço de partir da parte mais suja do traçado. Na largada, o espanhol Andy Soucek (DPR) – terceiro no grid – tracionou melhor e assumiu a segunda colocação. A iSport International mudou a estratégia e antecipou a parada para a troca obrigatória de dois pneus, mas a tática não funcionou e Bruno retornou à pista em terceiro. Nas últimas voltas, no entanto, depois de tanto insistir, finalmente conseguiu superar Soucek.

“Foi uma prova meio confusa no princípio. As luzes acenderam e apagaram rapidamente, e a maioria acabou saindo no reflexo. Minha largada não foi boa e o Soucek soube aproveitar a chance. Mas ele correu com uma relação de marchas mais curta e andava no limitador da quinta o tempo todo. Pelo que sei, só é possível andar no limitador por 30 segundos”, comentou. “Além disso, nosso pit stop não foi legal e me deixou sem chances de ganhar qualquer posição.”

Depois que deixou o espanhol para trás, Bruno aumentou o ritmo e estabeleceu a melhor volta da prova. O esforço, contudo, não foi suficiente para tentar a mesma manobra sobre Grosjean. “Eu era mais rápido que o Soucek, mas é difícil ultrapassar nesta pista e nas retas, por causa da relação de marchas, ele escapava. Se eu tivesse me livrado antes do Soucek, aí sim poderia ter encostado no Grosjean.”

A exemplo da série original, a GP2 Ásia também utiliza o sistema de grid invertido na “sprint race”. A corrida de amanhã terá duração reduzida de 42 para 28 voltas e os oito primeiros de hoje terão as posições no grid invertidas. Bruno, portanto, sairá em 7º, ao lado de Grosjean. “Vou ter de fazer uma largada mágica, porque quero vencer essa prova”, avisou. Com a pole e a vitória, Grosjean assumiu a liderança do campeonato com 12 pontos, contra nove de Bruno e seis de Soucek.

O resultado da prova foi este:

1 – Romain Grosjean (França), ART GP, 42 voltas, 59m25s309
2 – Bruno Senna (Brasil), iSport International, + 12s358
3 – Andy Soucek (Espanha), DPR, + 17s347
4 – Adrian Valles (Espanha), FMS International, + 17s768
5 – Luca Filippi (Itália), Qi- Meritus Mahara, + 18s309
6 – Hiroki Yoshimoto (Japão), Qi- Meritus Mahara, + 28s209
7 – Sébastien Buemi (Suiça), Arden International, + 30s907
8 – Karun Chandhok (Índia), iSport International, + 36s568
9 – Fairuz Fauzy (Malásia), Super Nova, + 40s767
10 – Alberto Valerio (Brasil), Durango, + 46s218
11 – Milos Pavlovic (Sérvia), BCN Competición, + 59s581
12 – Jérôme d’Ambrosio (Bélgica), DAMS, + 60s029
13 – Diego Nunes (Brasil), Campos GP, + 62s146
14 – Kamui Kobayashi (Japão), DAMS, + 62s634
15 – Harald Schlegelmilch (Letônia), Trident, + 69s902
16 – Stephen Jelley (Inglaterra), ART GP, + 84s834
17 – Marcello Puglisi (Itália), Piquet Sports, + 1 volta
18 – Davide Valsecchi (Itália), Durango, + 1 volta
19 – Adam Khan (Paquistão), Arden International, + 1 volta
20 – Jason Tahinci (Turquia), BCN Competición, + 1 volta
21 – Marco Bonanomi (Itália), Piquet Sports, + 1 volta
22 – Arman Ebrahim (Índia), DPR, + 2 voltas
23 – Ho-Pin Tung (China), Trident, + 2 voltas

Melhor volta: Bruno Senna (Brasil), 1min22s462

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *