GP2: Bruno Senna é o 4º nos testes em Paul Ricard

Inglês faz o melhor tempo na estréia do novo carro da categoria.

Bruno Senna abriu a pré-temporada da Fórmula GP2 com o 4º tempo nos dois períodos dos testes desta quinta-feira em Paul Ricard, no sul da França. Foi o primeiro contato de pilotos e equipes com o novo carro da categoria, que substitui o modelo utilizado de 2005 a 2007. O inglês Ben Henley foi o mais rápido no agregado das duas sessões. A bateria inicial de ensaios será encerrada amanhã.


Bruno elogiou o novo projeto da Dallara para a principal divisão de acesso à Fórmula 1. “Gostei bastante da aerodinâmica, que deixou o carro muito mais estável nas curvas de alta velocidade. Mas ainda não tem o mesmo equilíbrio nas de média e baixa. Mas isso é natural, não apenas porque ainda estamos no início do desenvolvimento, como também porque ainda não recebemos a quantidade de peças necessárias. Temos apenas duas barras anti-rolagem, faltam sensores de suspensão… Enfim, tivemos de nos virar com o que tínhamos aqui.”


Pela manhã, mesmo com o carro ainda sem as regulagens ideais, Bruno estabeleceu aquela que seria sua melhor volta, em 1min13s631. À tarde, preferiu economizar um pouco do segundo jogo para ter pneus em condições mais satisfatórias para o segundo dia. “Dei algo em torno dos 90%. Não tem sentido virar rápido por virar rápido e exigir muito dos pneus, como se fosse um treino classificatório”, explicou.


Bruno lembrou ainda que, por não ser utilizada no calendário regular de corridas, a pista de Paul Ricard não tem grande serventia para testes. “Aliás, tem gente que é especializada em virar bem aqui, mas não consegue fazer o mesmo em outros lugares”, observou. Por isso, a iSport, equipe do brasileiro, preferiu priorizar a consistência. “Procurei sempre andar na mesma batida em cada uma das saídas dos boxes”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *