GP2 Series: Alex Lynn e Nobuharu Matsushita vencem na Hungria

O britânico Alex Lynn (DAMS) e o japonês Nobuharu Matsushita (ART Grand Prix) foram os vencedores da sexta etapa da temporada, disputada no circuito de Hungaroring, na Hungria.

Prova 1:

Lynn venceu a primeira prova, seguido pelo parceiro de equipe, o francês Pierre Gasly. O russo Sergey Sirotkin (Rapax) completou o pódio.

Pole-position, Lynn manteve a ponta na largada, seguido por Gasly e italiano Raffaele Marciello (Trident) e o francês Arthur Pic (Campos Racing). Segundo no grid, o líder do campeonato, o belga Stoffel Vandoorne (ART Grand Prix) caiu para quinto.

Logo na primeira volta, o espanhol Sergio Canamasas (Hilmer Motorsport) acertou a barreira de pneus, após um toque com o canadense Nicholas Latifi (MP Motorsport). E provocou a entrada do Safety-Car. Com a prova reiniciada, a dupla da DAMS manteve a ponta. 

Sem conseguir ultrapassar, Vanddorne decidiu antecipar o pit stop. Mas levou uma punição de cinco segundos, por saída perigosa dos pits.

Na 24ª volta, Lynn fez a parada nos boxes, retornando na quinta posição. O britânico então superou os rivais, assumindo a segunda posição, atrás de Vandoorne, faltando seis voltas para o final.

Pouco antes do final, Lynn ultrapassou Vandoorne e reassumiu a liderança. Para vencer com 3s7 de vantagem sobre Gasly.

Vandoorne terminou em terceiro na pista. Mas com a punição caiu para quinto. Sirotkin herdou a última vaga no pódio. 

O indonésio Rio Haryanto (Campos Racing) passou para quarto, seguido por Vandoorne. O britânico Jordan King (Racing Engineering), Marciello, Matsushita, o romeno Robert Visoiu (Rapax) e o holandês Daniël De Jong (MP Motorsport) completaram a zona de pontos.

O brasileiro André Negrão (Arden International) terminou na 20ª posição.

Com a oitava posição, Matsushita garantiu a pole position para a segunda prova (oito primeiros invertidos).

Final, prova 1:

1. Alex Lynn DAMS 37 voltas em 1:00:10.078s

2. Pierre Gasly DAMS + 3.707s 

3. Sergey Sirotkin Rapax + 9.052s 

4. Rio Haryanto Campos Racing + 9.639s 

5. Stoffel Vandoorne * ART Grand Prix + 11.621s 

6. Jordan King Racing Engineering + 12.862s 

7. Raffaele Marciello Trident + 16.220s 

8. Nobuharu Matsushita ART Grand Prix + 16.785s 

9. Robert Visoiu Rapax + 17.460s 

10. Daniël De Jong MP Motorsport + 34.138s 

11. Norman Nato Arden International + 36.874s 

12. Alexander Rossi Racing Engineering + 42.242s 

13. Arthur Pic Campos Racing + 43.345s 

14. Nathanaël Berthon Lazarus + 46.408s 

15. Nicholas Latifi MP Motorsport + 51.732s 

16. Julián Leal Carlin + 52.010s 

17. Mitch Evans Russian Time + 56.245s 

18. Sean Gelael Carlin + 57.251s 

19. Marlon Stöckinger Status Grand Prix + 66.136s 

20. André Negrão Arden International + 66.681s 

21. Richie Stanaway Status Grand Prix + 1 volta

22. Artem Markelov Russian Time + 1 volta

23. Rene Binder Trident + 4 voltas

Abandonos:

 Nick Yelloly Hilmer Motorsport 31 voltas

Sergio Canamasas Hilmer Motorsport 1 volta

Não largou:

 Zoël Amberg Lazarus 

Volta mais rápida:

Robert Visoiu Rapax 1:32.335 (106.135mph) na volta 31 

* Cinco segundos punição por saída perigosa dos pits

Prova 2:

Matsushita venceu pela primeira vez. Vandoorne completou a dobradinha da ART. Sirotkin terminou em terceiro novamente.

Pole-position, Matsushita manteve a ponta na largada e venceu de ponta a ponta. Vandoorne resistiu aos ataques de Sirotkin até o final, recebendo a bandeirada em segundo.

Marciello terminou em quarto, seguido por Haryanto e o francês Norman Nato (Arden International). Visiou e Gasly completaram a zona de pontos da prova curta. 

Então vice-líder do campeonato, o norte-americano Alexander Rossi (Racing Engineering) teve que fazer um pit stop não programado, para a troca de um pneu. E terminou na 19ª posição, saindo zerado de Budapeste.

Negrão terminou na 21ª posição. 

Vanddorne lidera o campeonato com 194 pontos, seguido por Haryanto com 109 e Rossi com 105.

A próxima etapa acontece em Spa-Francorchamps, na Bélgica, entre os dias 22 e 23 de agosto. 

Final, prova 2:

1. Nobuharu Matsushita ART Grand Prix 28 voltas em 43:43.229s 

2. Stoffel Vandoorne ART Grand Prix + 1.961s 

3. Sergey Sirotkin Rapax + 2.560s 

4. Raffaele Marciello Trident + 16.243s 

5. Rio Haryanto Campos Racing + 17.821s 

6. Norman Nato Arden International + 18.899s 

7. Robert Visoiu Rapax + 19.605s 

8. Pierre Gasly DAMS + 24.504s 

9. Alex Lynn DAMS + 29.572s 

10. Arthur Pic Campos Racing + 30.380s 

11. Nathanaël Berthon Lazarus + 39.819s 

12. Jordan King Racing Engineering + 43.666s 

13. Richie Stanaway Status Grand Prix + 46.223s 

14. Nicholas Latifi MP Motorsport + 47.244s 

15. Julián Leal Carlin + 47.869s 

16. Sergio Canamasas Hilmer Motorsport + 50.050s 

17. Nick Yelloly Hilmer Motorsport + 51.211s 

18. Artem Markelov Russian Time + 60.570s 

19. Alexander Rossi Racing Engineering + 64.855s 

20. Sean Gelael * Carlin + 67.304s 

21. André Negrão Arden International + 70.407s 

22. Mitch Evans Russian Time + 78.968s 

23. Marlon Stöckinger Status Grand Prix + 1 volta

24. Rene Binder Trident + 1 volta

Abandonos:

Daniël De Jong MP Motorsport (retired on lap 16) 

Não largou:

 Zoël Amberg Lazarus 

Volta mais rápida:

 Marlon Stöckinger Status Grand Prix 1:30.999 (107.693mph) na volta 27 

* Cinco segundos de punição por exceder limites da pista

Campeonato, pilotos:

1. Stoffel Vandoorne ART Grand Prix 194pts 

2. Rio Haryanto Campos Racing 109pts 

3. Alexander Rossi Racing Engineering 105pts 

4. Sergey Sirotkin Rapax 103pts 

5. Alex Lynn DAMS 85pts 

6. Pierre Gasly DAMS 61pts 

7. Raffaele Marciello Trident 58pts 

8. Nobuharu Matsushita ART Grand Prix 48pts 

9. Mitch Evans Russian Time 35pts 

10. Jordan King Racing Engineering 26pts 

11. Julian Leal Carlin 26pts 

12. Sergio Canamasas MP Motorsport 23pts 

13. Richie Stanaway Status Grand Prix 22pts 

14. Arthur Pic Campos Racing 21pts 

15. Nick Yelloly Hilmer Motorsport 19pts 

16. Robert Visoiu Rapax 18pts 

17. Nathaneal Berthon Lazarus 16pts 

18. Artem Markelov Russian Time 16pts 

19. Norman Nato Arden 10pts 

20. Oliver Rowland MP Motorsport 3pts 

21. Andre Negrao Arden 3pts 

22. Daniel de Jong MP Motorsport 1pts 

Equipes:

 1. ART Grand Prix 242pts 

2. DAMS 146pts 

3. Racing Engineering 131pts 

4. Campos Racing 130pts 

5. Rapax 121pts 

6. Trident 58pts 

7. Russian Time 51pts 

8. MP Motorsport 27pts 

9. Carlin 26pts 

10. Status Grand Prix 22pts 

11. Hilmer Motorsport 19pts 

12. Daiko Team Lazarus 16pts 

13. Arden 13 pts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *