GP2 Series: Antonio Pizzonia termina em oitavo

Amazonense largou em 19º e subiu 11 posições em 25 voltas.

 


O alemão Timo Glock (iSport) venceu neste domingo (13/5) a quarta etapa da GP2 Séries, em Barcelona. Com o resultado ele ampliou a liderança no certame com 31 pontos, 13 a frente do brasileiro Bruno Senna (Arden), vice-líder, que terminou a preliminar do GP da Espanha de Fórmula 1 na quarta posição. Lucas di Grassi (ART) subiu no pódio em terceiro e ocupa o quarto posto com 14 pontos. Sergio Jimenez (Racing Engineering) foi o quinto e agora é o décimo na classificação com quatro pontos. Antonio Pizzonia (FMS) largou em 19º e recebeu a bandeirada em oitavo e Xandinho Negrão (Minardi/Piquet) não participou da prova, pois ficou em observação médica após o acidente da corrida de sábado.


Partindo da décima fila, Antonio Pizzonia fez uma boa largada e ganhou algumas posições. Com seu carro saindo de frente, o amazonense procurou fazer voltas consistentes esperando um melhor equilíbrio até o meio da corrida. “O carro estava mais ou menos. O problema é que ele passou rapidamente da tendência de sair de frente para ficar traseiro”, comentou. No terço final da competição, com seu monoposto já com os pneus traseiros bem deteriorados, o brasileiro ainda tentou resistir ao ataque do ex-piloto de Fórmula 1 Giorgio Pantano. “Ele só conseguiu me passar batendo. Ele deu dois toques propositais em meu carro”, reclamou Pizzonia.


Apesar de ter subido onze posições durante a prova, Antonio não estava feliz com o resultado. “Em termos de resultado, não foi bom, e é isso que vale”, comentou. “O que tiramos de bom foi que finalmente recebemos a bandeirada e coletamos muitas informações para as próximas corridas”, encerrou o piloto que passou pela Jaguar e Williams na Fórmula 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *