GP2 Series: Bruno Senna comemora bom início de testes

Piloto cresce no segundo dia de treinos na França.

Ainda no processo inicial de adaptação à categoria, Bruno Senna avaliou como satisfatória a primeira sessão de testes de pré-temporada da Fórmula GP2, encerrada nesta quinta-feira no circuito francês de Paul Ricard. Depois do 22º lugar na véspera, Bruno Senna subiu sete posições e fechou os dois dias de treinos em 15º. Seu tempo de hoje – 1:10.417 – foi cerca de seis décimos pior que a melhor marca da semana, estabelecida por Lucas Di Grassi.

A exemplo da véspera, a chuva voltou a marcar presença em Le Castellet, região onde está instalado o moderníssimo autódromo e conhecida exatamente pelos baixíssimos índices pluviométricos ao longo do ano. O asfalto só começou a secar já perto do intervalo de almoço, o que reduziu a importância dos ensaios da manhã. Como de praxe na Fórmula GP2, os tempos estiveram muito próximos. Apenas um milésimo de segundo separou Bruno Senna de Antonio Pizzonia, enquanto o 17º, Pastor Maldonado, superou o 18º, Ricardo Risatti, pela mesma diferença.

Bruno Senna deixou os três jogos de pneus novos para o período da tarde, mas acabou desperdiçando dois – inclusive um nos momentos finais da sessão – por causa de bandeiras vermelhas provocadas por rodadas sem maiores conseqüências. “Foi falta de sorte. Mas, para quem está chegando agora, o saldo foi bom. Temos muito para trabalhar no carro, principalmente em relação ao desgaste dos pneus, e também na minha pilotagem. Ainda estou querendo acelerar além do necessário, mas essa é uma fase normal”, disse.

Os treinos de hoje foram realizados numa variante rapidíssima – a 2A -, escolhida para oferecer às equipes a possibilidade de avaliar a nova aerodinâmica do modelo 2007. Ao contrário da expectativa de Bruno Senna, o carro da Arden International não foi tão bem nas curvas longas de alta. “Ele me pareceu um pouco instável. Nada, porém, que não possa ser resolvido com a melhoria do acerto. A verdade é que todos ainda estão no comecinho do desenvolvimento.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *