GP2 Series: Bruno Senna dá show de ultrapassagens, mas fica sem ponto

Mesmo realizando um festival de ultrapassagens na primeira volta, quando saiu da última posição no grid para o 15º lugar, Bruno Senna não conseguiu concretizar o objetivo de terminar entre os oito primeiros da abertura da rodada dupla do GP da Inglaterra de GP2 Series. Preso no tráfego na maior parte da prova deste sábado em Silverstone, Bruno terminou em 11º, colocação que ocupará no grid da corrida de amanhã. Hoje, a vitória foi do austríaco Andreas Zuber, que largou na pole e liderou praticamente as 35 voltas.

Bruno gostou de sua exibição no circuito que melhor conhece no calendário da GP2 Series. “Minha largada foi sinistra. Passei por dentro, por fora, colocando as rodas na grama… Em outra pista, eu certamente chegaria mais à frente, mas aqui em Silverstone as ultrapassagens são muito difíceis. Perdi muito tempo atrás do Karun Chandhok e, mais tarde, do Michael Ammermüller”, explicou Bruno, que cruzou a linha de chegada colado no carro do alemão da ART Grand Prix.


Como antecipara na véspera, Bruno optou pela obrigatória troca de dois pneus no início da corrida, logo na quinta volta. “Não sei o que ocorreu, mas perdi muito ritmo quando voltei à pista. O Pastor Maldonado estava logo à minha frente e chegou em 7º. Só mais tarde é que voltei a andar rápido. O problema é que no final, como quase todos os pilotos, fiquei sem pneus”, comentou.


No balanço geral, Bruno disse que o prejuízo foi menor que o esperado. Ele não conseguiu abrir a volta na sessão classificatória por causa de uma escapada de pista com os pneus ainda frios e fechou o grid de 26 carros. No entanto, o líder Timo Glock não completou a corrida. “Poderia ter sido muito pior, mas preciso pontuar regularmente. Meu carro está bom. Se eu largar na segunda prova tão bem quanto na primeira, está tudo resolvido”, brincou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *