GP2 Series: Bruno Senna sai do fundo do grid para o 5º lugar na França

Um novo problema no carro da iSport International impediu que o pódio premiasse a fantástica corrida de recuperação de Bruno Senna na 8ª etapa da Fórmula GP2.

Neste domingo, mesmo largando em 23º e na penúltima fila no complemento da rodada dupla do GP da França em Magny-Cours, o piloto brasileiro terminou na 5ª colocação depois de andar em terceiro pouco depois da metade das 28 voltas. Derrubado pela quebra da embreagem na véspera, desta vez Bruno foi vítima de pane na seleção de marchas. O suíço Sébastien Buemi tornou-se o sétimo vencedor diferente em 2008 e liderou a dobradinha da Arden com o holandês Yelmer Buurman. O italiano Luca Filippi, da ART GP, chegou a seguir.

Mesmo satisfeito com os dois pontos inesperados, Bruno não conseguiu esconder a irritação. Enquanto a maioria do grid escolheu os pneus de chuva, que pareciam mais adequados para o asfalto ainda molhado no momento da largada, Bruno arriscou uma opção arrojada e largou com os de pista seca. O companheiro de equipe, Karun Chandok, que partiu na primeira fila ao lado do pole Mike Conway, preferiu os de chuva. A decisão de Bruno se mostrou acertada: quando os adversários foram obrigados a entrar nos boxes para a troca, já que a pista melhorava a cada volta, ele foi ganhando posições uma depois da outra.

“Eu não tinha nada a perder mesmo”, justificou Bruno, que na véspera, após sair na pole e abandonar quando tinha tudo para conquistar a segunda vitória do ano, afirmou que só mesmo se fizesse mágica poderia ter alguma chance na segunda corrida. “Estava muito mais rápido que os outros e abri um caminhão depois que passei o Filippi. Infelizmente, quando restavam cerca de 12 voltas, a seleção de marchas entrou no modo de segurança e o motor não tinha mais aceleração plena. Por isso que o Filippi e o Lucas di Grassi me ultrapassaram com tanta facilidade”, comentou.

Somados, os dois pontos do quinto lugar e a retirada do líder Giorgio Pantano, que se envolveu em alguns choques antes de recolher o carro aos boxes, reduziram o prejuízo de um final de semana que começou perfeito e por pouco não terminou muito mal. “Dos males, o menor. Mas não dá para aceitar a perda de dois pódios certos. Se não fossem esses problemas, talvez desse até para ganhar as duas corridas”, concluiu.

Bruno foi beneficiado também pela má jornada do francês Romain Grosjean e do português Álvaro Parente, que dividiam a terceira colocação no campeonato, não completaram a prova e foram superados na tabela por Buemi. Com os resultados de hoje, Bruno está agora a sete pontos de Pantano e ampliou para oito a vantagem sobre o mais direto perseguidor.

O resultado da 8ª etapa da Fórmula GP2:

1 – Sébastien Buemi (Suíça), Arden, 28 voltas em 43min08s504
2 – Yelmer Buurman (Holanda), Arden, a 6s639
3 – Luca Filippi (Itália), ART GP, a 23s953
4 – Lucas di Grassi (Brasil), Campos Team, a 24s479
5 – Bruno Senna (Brasil), iSport International, a 29s439
6 – Mike Conway (Inglaterra), Trident Racing, a 35s924
7 – Pastor Maldonado (Venezuela), Piquet Sports, a 38s074
8 – Andreas Zuber (Áustria), Piquet Sports, a 43s060
9 – Kamui Kobayashi (Japão), DAMS, a 45s558
10 – Javier Villa (Espanha), Racing Engineering, a 46s756

A nova classificação do campeonato:

1, Giorgio Pantano, 35 pontos
2, Bruno Senna, 28
3, Sébastien Buemi, 20
4, Álvaro Parente e Romain Grosjean, 19
6, Pastor Maldonado, 18
7, Andreas Zuber e Vitaly Petrov, 17
9, Karun Chandok, 13
10, Mike Conway, 12

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *