GP2 Series: Bruno Senna vence em Mônaco

O brasileiro Bruno Senna, da iSport, venceu nesta sexta-feira (23/05), a 5º etapa da temporada, em Monte Carlo, Mônaco. Foi a segunda vitória de Senna na categoria e primeira no ano. Foi o retorno do nome Senna, imortalizado pelo tio Ayrton, ao alto do pódio da mais charmosa pista do mundo depois de quinze anos.

O pole-position, o venezuelano Pastor Maldonado, da Piquet, largou devagar, com Senna assumindo a primeira posição, depois de uma ultrapassagem perfeita na Saint Devot. Maldonado, vencedor da prova do ano passado, para não perder a segunda posição foi obrigado a fechar a porta para o inglês Mike Conway, da Trident. O espanhol Adrian Valles, da BCN, era o 4º, seguido pelo indiano Karun Chandhock, da iSport, e o francês Romain Grosjean, da ART.


O japonês Kamui Kobayashi, da DAMS, acertou o russo Vitaly Petrov, da Campos, com ambos abandonando a prova.


Com o caminho livre, Senna foi abrindo vantagem na liderança. Fazendo a sua parada nos boxes na 20º volta e retornando tranquilamente à ponta, depois que todos fizeram suas paradas.


Na 26º volta o suíço Sébastien Buemi, da Arden, e o líder da temporada, Pantano, bateram, com o italiano ficando atravessado na Mirabeau. Vários carros ficaram parados na pista, e Pantano, Buemi, Grosjean e o irlandês Adam Carroll, da FMSI, abandonaram.


Senna mantinha a liderança com Maldonado tentando descontar a vantagem. O venezuelano apertou o ritmo, ficando a menos de um segundo de Senna. O brasileiro respondeu, marcando a melhor volta da prova na 38º passagem.


Na última volta o espanhol Javier Villa, da Racing Engineering, que era retardatário, tocou em Conway, que vinha na 3º posição. O inglês rodou caindo para a 8º posição. Ao menos ele garantiu a pole-position para a segunda prova, com o grid reverso dos oito primeiros.


O brasileiro Diego Nunes, da DPR, terminou na 15º posição. Alberto Valério, da Durango, abandonou depois de rodar antes da curva do Cassino, e ficar parado na contramão.


O sérvio Milos Pavlovic não disputou a prova. Antes da corrida a equipe BCN divulgou uma nota dizendo que o piloto não iria disputar por motivo de doença. Na verdade a equipe e o piloto romperam o contrato da temporada, devido à insatisfação da equipe com os fracos desempenhos do sérvio.


Pantano lidera o campeonato com 24 pontos. Senna é o vice-líder com 22.


A 6º etapa acontece amanhã (24/05), com largada às 11 horas.


Final:


1 – Bruno Senna – iSport – 1.03’36″091
2 – Pastor Maldonado – Piquet – 0″674
3 – Karun Chandhok – iSport – 44″923
4 – Adrian Valles – BCN – 47″592
5 – Alvaro Parente – Super Nova – 48″191
6 – Roldan Rodriguez – FMSI – 56″857
7 – Ho Pin Tung – Trident – 1’17″615
8 – Mike Conway – Trident – 1 volta
9 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 1 volta
10 – Christian Bakkerud – Super Nova – 1 volta
11 – Andreas Zuber – Piquet – 1 volta
12 – Yelmer Buurman – Arden – 1 volta
13 – Andy Soucek – DPR – 1 volta
14 – Javier Villa – Racing Engineering – 1 volta
15 – Diego Nunes – DPR – 1 volta
16 – Ben Hanley – Campos – 1 volta
17 – Marcello Puglisi – Durango – 1 volta


Volta mais rápida: Bruno Senna 1’21″338


Abandonos:


Luca Filippi
Romain Grosjean
Giorgio Pantano
Yelmer Buurman
Adam Carroll
Alberto Valerio
Kamui Kobayashi
Vitaly Petrov


Campeonato:


1.Pantano 24;
2.Senna 22;
3.Grosjean 19;
4.Parente 15;
5.Buemi 14;
6.Zuber 13;
7.Petrov, Maldonado 12;
9.Chandhok 11;
10.Kobayashi 8;
11.Valles 5;
12.Conway, Villa, Rodriguez 3;
15.Valsecchi, Tung 2;
17.Hanley, Carroll 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *