GP2 Series: Davide Valsecchi vence. Bruno Senna é vice-campeão

O italiano Davide Valsecchi, da Durango, venceu neste domingo (14/09), a 20º prova da temporada, em Monza, na Itália. Foi a primeira vitória de Valsecchi e da equipe na categoria. O espanhol Roldan Rodriguez, da FMSI, foi o 2º, segundo pelo francês Romain Grosjean, da ART.

Na largada Rodriguez assumiu a liderança, seguido por Valsecchi, o japonês Kamui Kobayashi, da Dams e os brasileiros Bruno Senna, da iSports e Lucas di Grassi, da Campos, os dois lutando pelo vice-campeonato.


Na quarta volta o inglês Mike Conway, da Trident, superou di Grassi, pressionando Senna pelo 4º lugar. Os três carros chegaram praticamente colados na curva. Senna estava por dentro, com di Grassi tentando a ultrapassagem sobre o inglês. Lucas tocou em Conway, que rodou, Senna precisou frear, para não bater, caindo para a 10º posição. Conway abandonou.


Na 5º volta di Grassi superou o belga Jerome D’Ambrosio, da Dams, indo para a 4º posição. Maldonado também passou o belga, começando a pressionar di Grassi.


Na 8º volta Valsecchi passou Rodriguez, assumindo a ponta e abrindo vantagem. Di Grassi levou um drive-through, pelo incidente com Conway e Senna. Na 10º ele cumpriu a punição, voltando na 16º posição.


Grosjean passou Rodriguez na 12º volta, com o espanhol recuperando a posição na volta seguinte.


Maldonado começou a pressionar Grosjean pelo 3º lugar, e na 17º volta, ao tentar a ultrapassagem, errou a curva, voltando à prova, sem perder a posição.


Valsecchi venceu com 9 segundos de vantagem sobre Rodriguez. Grosjean completou o pódio. Maldonado foi 4º, seguido pelo campeão, o italiano Giorgio Pantano, da Racing Engineering. D’Ambrosio fechou os seis que pontuam na prova curta. Senna foi 8º e di Grassi, o 11º.


Os outros brasileiros terminaram juntos. Carlos Iaconelli, da BCN, em 14º, Alberto Valério, da Durango, 15º e Diego Nunes, da DPR, em 16º.


Mesmo sem pontos, Senna garantiu o vice-campeonato.


Pantano terminou o campeonato com 76 pontos. Vice-campeão, Senna marcou 64. Di Grassi foi 3º com 63.


Nos dias 25 e 26 de setembro acontecem testes coletivos, em Paul Ricard, visando à próxima temporada.


Final:


1 – Davide Valsecchi – Durango – 21 voltas em 38’09″871
2 – Roldan Rodriguez – FMSI – 9″004
3 – Romain Grosjean – ART – 9″537
4 – Pastor Maldonado – Piquet – 10″190
5 – Giorgio Pantano – Racing Engineering – 11″428
6 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 16″731
7 – Sebastien Buemi – Arden – 17″675
8 – Bruno Senna – iSport – 18″540
9 – Ho Pin Tung – Trident – 32″030
10 – Andreas Zuber – Piquet – 33″641
11 – Lucas Di Grassi – Campos – 42″236
12 – Alvaro Parente – Super Nova – 46″434
13 – Kamui Kobayashi – Dams – 46″836
14 – Carlos Iaconelli – BCN – 51″080
15 – Alberto Valerio – Durango – 51″743
16 – Diego Nunes – DPR – 52″565
17 – Michael Herck – DPR – 55″792
18 – Andy Soucek – Super Nova – 56″456


Volta  mais rápida: Andy Soucek 1’46″771


Abandonos:
Karun Chandhok – 0 volta
Mike Conway – 3 voltas
Vitaly Petrov – 6 voltas
Marko Asmer – 8 voltas
Luca Filippi – 12 voltas
Sakon Yamamoto – 14 voltas


Campeonato, final:
1.Pantano 76;
2.Senna 64;
3.Di Grassi 63;
4.Maldonado 60;
5.Buemi 50;
6.Petrov 39;
7.Parente 34;
8.Zuber 32;
9.Chandhok 31;
10.D’Ambrosio 21;
11.Conway 20;
12.Rodriguez, Soucek 14;
14.Valsecchi 11;
15.Kobayashi 10;
16.Villa 8;
17.Tung 7;
18.Filippi 6;
19.Buurman, Valles 5;
21.Nunes, Yamamoto 3;
23.Hanley, Carroll 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *