GP2 Series: Di Grassi domina treinos coletivos na França

Piloto fez o melhor tempo em dois dos três dias de testes da GP2 em Paul Ricard, e destacou maior aderência e velocidade que os carros terão em 2009.

O primeiro contato de Lucas Di Grassi (Eurobike/Schioppa) com o carro da Racing Engineering, equipe campeã da GP2 em 2008 com o italiano Giorgio Pantano, foi bastante animador. O brasileiro foi o melhor em dois dos três dias consecutivos de testes realizados no circuito francês de Paul Ricard. Os trabalhos foram iniciados na quarta-feira, e se encerraram hoje (13). “O balanço final destes primeiros testes foi muito bom. Fui o segundo mais rápido no primeiro dia e encerrei os outros dois com o melhor tempo. Então, acho que estamos trabalhando bem já neste início de ano”, disse.

Na quarta-feira, primeiro dia de testes na França, o espanhol Javier Villa fechou com a melhor marca, 1min11seg930 na mais veloz de suas 47 voltas. Lucas Di Grassi não registrou tempo pela manhã, mas ainda assim conseguiu ser o segundo melhor do dia, com 1min12seg079 (35) assinalado à tarde.

O segundo dia de ensaios foi realizado em uma configuração diferente de traçado, a 2A, que tem uma longa reta – perfeita para ensaios com a configuração para pistas de alta velocidade. Assim, Di Grassi fechou o dia com a melhor marca, 1min08s841 no melhor dos 72 giros completados na pista.

Hoje, durante o terceiro e último dia, Di Grassi dominou novamente, com o tempo registrado no período da manhã, 1min09seg536. O brasileiro completou 96 voltas pela configuração 2D do traçado, mais reduzida.

“Trabalhamos muito em ajuste e acerto. O carro está diferente neste ano, porque os motores têm 25 cavalos a mais de potência, e a Bridgestone vai fornecer pneus mais macios, que geram uma melhor aderência. Então, muito trabalho teve de ser feito para deixar o carro mais rápido. Na GP2 as equipes trabalham muito, e essa será nossa rotina na Racing Engineering também”, afirmou o piloto, vice-campeão de 2007 e terceiro colocado em 2008 – mesmo sem ter disputado as seis primeiras etapas.

Di Grassi também avaliou seu novo time: “A equipe é muito boa e eles estão muito motivados para manter o título que conquistaram no ano passado. Entretanto, apesar de termos mexido bastante no carro, ainda há muito a ser feito”, afirmou.

Além do primeiro contato com a equipe, foi o primeiro encontro de Lucas com seus adversários pelo título de 2009. No entanto, a esta altura, ele evita fazer comparações. “É difícil comparar neste primeiro estágio. Mas acho que quem andou bem no ano passado vai continuar bem esse ano. É o caso do (venezuelano Pastor) Maldonado, do (francês Romain) Grosjean, (espanhol Javier) Villa e do (russo Vitaly) Petrov”.

Encerrados os primeiros testes em Paul Ricard, equipes e pilotos da GP2 voltam a se reunir daqui a duas semanas no circuito de Montmeló, em Barcelona, para mais três dias de ensaios, entre os dias 23 e 25 deste mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *