GP2 Series: Guerin estreia neste fim de semana em Barcelona

Brasileiro acerta experiência de quatro corridas com a Ocean Racing Technology

Depois de uma negociação rápida, iniciada no fim de semana em Budapeste e concluída nas últimas horas desta terça-feira, o paulista Victor Guerin acertou com a equipe Ocean Racing Technology a participação nas duas próximas rodadas duplas da Fórmula GP2. O piloto de apenas 19 anos estreará já no Grande Prêmio da Espanha, cujos treinos livres e a sessão classificatória estão marcados para a sexta-feira no circuito de Montmelò. Guerin será o terceiro brasileiro na categoria de acesso à Fórmula 1, e também em Mônaco, no final do mês, correrá ao lado de Luiz Razia (Arden) e Felipe Nasr (DAMS).

Contente com a definição, Guerin chegará à Catalunha amanhã para conhecer a equipe, de propriedade do português Tiago Monteiro, que compete no WTCC – Campeonato Mundial de Carros de Turismo, e fazer os ajustes do banco do carro. “Estou muito feliz, porque é a realização de um sonho. Claro que o objetivo é chegar à Fórmula 1, mas sempre quis muito conhecer a GP2”, explicou Guerin, ainda em Viareggio, cidade italiana onde reside no intervalo do calendário da Auto GP, a série que vem disputando regularmente nesta temporada e na qual ocupa a 8ª colocação com o 2º lugar de sábado na capital húngara.

Guerin recebeu o convite de Monteiro durante a etapa da Hungria do WTCC e da Auto GP – as duas integram a mesma programação. “Ele disse que tinha recebido indicação do meu nome pelo Gabriele Tarquini, um dos principais nomes do WTCC e que neste funcionou como meu consultor-técnico. Tiago explicou que tinha uma lista com quatro opções e que os testes que fiz na GP3 pela ART Grand Prix também influenciaram, porque ele acompanhou os treinos e gostou do meu trabalho. Foi legal ouvir isso porque o Tiago é um cara com experiência de Fórmula 1 e de provas importantes, como as 24 Horas de Le Mans”, continuou.

Como a programação da Fórmula GP2 prevê apenas uma sessão de treinos livres de 30 minutos antes da tomada classificatória, Guerin está mais do que consciente do tamanho do desafio que tem pela frente. “Ainda bem que conheço Barcelona, mas não será fácil ter apenas meia hora para me entender com um carro completamente novo. Estou com o espírito leve, tranquilo, sabendo como encarar esse novo passo na minha carreira. Toda primeira corrida, não importa a categoria, é sempre muito pesada. Quero ganhar experiência, conhecer o carro, começar a frequentar esse meio da GP2 e da Fórmula1. A tendência é que em Mônaco as coisas sejam menos complicadas.”

A Ocean Racing Technology correu as quatro primeiras etapas de 2012 – todas realizadas no Bahrein – com o neozelandês Brendon Hartley e o holandês Nigel Melker e deveria anunciar nas próximas horas quem abriria a vaga para Guerin. Com uma carreira composta até agora de cerca de 70 provas, na Fórmula Abarth, Fórmula 3 sul-americana, Fórmula 3 italiana e Auto GP, o brasileiro será o piloto com menor vivência de pista na rodada dupla espanhola da Fórmula GP2. A permanência por um período maior ainda neste campeonato não está descartada e dependerá de novas conversações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *