GP2 Series: Johnny Cecotto vence em Monte Carlo

O venezuelano Johnny Cecotto (Addax) venceu nesta sexta-feira (25/05), em Monte Carlo, Mônaco, a prova principal da 5ª etapa da temporada. Foi a primeira vitória do piloto na categoria. O sueco Marcus Ericsson (iSport) e o holandês Giedo van der Garde (Caterham) completaram o pódio.

Pole-position Cecotto manteve a ponta na largada, com Ericsson e van der Garde superando o britânico Max Chilton (Carlin), segundo no grid, na primeira curva.  Mesmo não conseguindo abrir mais do que dois segundos de vantagem sobre Ericsson (que nas voltas finais apertou o ritmo, sem, contudo ter chances de ultrapassagem), Cecotto manteve o controle da prova, recebendo a bandeirada com 0s564 de vantagem. Van der Garde, que quase caiu para o final do grid, ao ter problemas antes da largada (conseguiu evitar que o último carro o passasse), andou sozinho em 3º durante toda a prova.

Líder do campeonato, o italiano Davide Valsecchi (DAMS), fez a sua parada nos boxes depois da maioria, ganhando três posições, de 7º para 4º. Chilton terminou em 5º, seguido pelo compatriota Jolyon Palmer (iSport). O britânico James Calado (Lotus) foi o 7º, com o monegasco Stephane Richelmi (Trident), em 8º, garantindo a pole-position para a prova de sábado. O francês Nathanael Berthon (Racing Engineering) e o monegasco Stefano Coletti (Coloni) completaram a zona de pontos.

O brasileiro Luiz Razia (Arden) teve um pneu furado, após uma confusão, e teve que entrar nos pits.  Razia disputava a 7ª posição, com Esteban Gutierrez (Lotus), quando o mexicano bateu em um retardatário, indo para a barreira de pneus. Razia não teve como desviar dos destroços. Terminou em 15, seguido pelos compatriotas Victor Guerin (Ocean) e Felipe Nasr (DAMS).
   

Final:

1 – Johnny Cecotto – Addax – 42 voltas em 59m42s521
2 – Marcus Ericsson – iSport – 0″564
3 – Giedo Van der Garde – Caterham – 5″040
4 – Davide Valsecchi – Dams – 16″347
5 – Max Chilton – Carlin – 17″378
6 – Jolyon Palmer – iSport – 21″883
7 – James Calado – Lotus – 25″686
8 – Stephane Richelmi – Trident – 42″275
9 – Nathanael Berthon – Racing Engineering – 45″319
10 – Stefano Coletti – Coloni – 47″099
11 – Tom Dillmann – Rapax – 51″285
12 – Simon Trummer – Arden – 1’04″054
13 – Rodolfo Gonzalez – Caterham – 1’21″396
14 – Rio Haryanto – Carlin – 1’23″537
15 – Luiz Razia – Arden – 1’23″639
16 – Victor Guerin – Super Nova – 1 volta
17 – Felipe Nasr – Dams – 1 volta

18 – Fabio Leimer – Racing Engineering – 1 volta
19 – Fabrizio Crestani – Lazarus – 1 volta
20 – Ricardo Teixeira – Rapax – 1 volta
21 – Julian Leal – Trident – 2 voltas
22 – Giancarlo Serenelli – Lazarus – 2 voltas

Volta mais rápida: Stefano Coletti 1’22″667

Abandonos:

Josef Kral – Addax – 0 volta
Fabio Onidi – Coloni – 26 voltas
Nigel Melker – Ocean – 32 voltas
Esteban Gutierrez – Lotus – 37 voltas

Campeonato:

1.Valsecchi 141; 2.Razia 104; 3.Calado, Van der Garde 75; 5.Chilton 67; 6.Gutierrez 59; 7.Leimer 41; 8.Cecotto 31; 9.Coletti 29; 10.Nasr 28.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *