GP2 Series: Lucas Di Grassi participa do primeiro teste com a equipe ART Grand Prix na próxima semana na França

O brasileiro Lucas di Grassi, confirmado pelo quarto ano consecutivo como piloto do RDD (Renault Driver Development Program), o programa de jovens talentos da atual escuderia bicampeã da Fórmula 1, a ING Renault F1 Team, prepara-se agora para a nova temporada da Fórmula GP2.

O primeiro teste coletivo da categoria acontecerá na próxima semana, nos dias 21 e 22 de fevereiro, em Paul Ricard, na França. Di Grassi, que este ano completa 10 anos de carreira, irá competir pela forte equipe ART Grand Prix, atual bicampeã da GP2 (vencedora em 2005 com Nico Rosberg e em 2006 com Lewis Hamilton – ambos hoje na Fórmula 1).

Esta será a segunda temporada do brasileiro na categoria, considerada o último degrau para a principal competição do automobilismo mundial. No ano passado, no entanto, Lucas correu pela limitada equipe Durango. Mesmo com os problemas do time, conseguiu mostrar uma performance consistente, ajudando no desenvolvimento da equipe, o que no final da temporada rendeu o contrato com a ART para esse ano.

“Uma temporada difícil pode te fazer mais forte, eficiente e consciente do que o desafio pode representar. Eu ganhei muita experiência no ano passado e vou saber usá-la em 2007”, comentou Di Grassi que será companheiro do alemão Michael Ammermuller.

A GP2 substituiu a Fórmula 3000 no cenário do automobilismo mundial há três anos. A categoria corre como preliminar de grande parte dos GPs da Fórmula 1, o que a torna uma importante vitrine. A GP2 também vive uma fase de fortalecimento, com a participação inclusive de pilotos que já estiveram na Fórmula 1 e que buscam um novo caminho, dentre eles o brasileiro Antonio Pizzonia, ex-Williams e Jaguar, o alemão Timo Glock, ex-Jordan e atual piloto de testes da BMW, e o japonês Sakon Yamamoto, que correu algumas provas pela Super Aguri em 2006.

Além de Lucas e Pizzonia, outros brasileiros já confirmados na categoria são: Bruno Senna e Xandinho Negrão. A temporada 2007 terá início nos dias 13, 14 e 15 de abril, em Sakhir, no Bahrein.

“Estou ansioso pelo início dos testes. Tenho certeza de que o campeonato deste ano será bastante disputado, principalmente por reunir nomes fortes e pilotos que já tiveram ou têm algum tipo de envolvimento com a Fórmula 1”, declarou Lucas. “Além disso, será uma honra pilotar pela ART Grand Prix. Na equipe, todos trabalham com o mesmo objetivo: conquistar o título. O carro é realmente muito bom e confiável”.

Di Grassi também falou sobre o fato de ser considerado um dos favoritos e fez questão de minimizar o peso da pressão em virtude disso. “Sei que meu trabalho nesta temporada será pilotar o melhor que puder e trabalhar duro. Caso eu consiga fazer isso, os bons resultados virão. Por isso, sinto a mesma pressão de sempre, mas não me preocupo com isso”.

No RDD 2007, além do brasileiro, participarão os pilotos Romain Grosjean (Fra), Ben Hanley (Ing), Nelson Panciatici (Fra) e Dani Clos (Esp). Di Grassi completa seu quarto ano no seletivo e rigoroso programa da Renault, igualando o período de participação do finlandês Heikki Kovalainen, que agora será piloto titular da equipe na Fórmula 1, substituindo o espanhol Fernando Alonso.

O RDD visa ajudar e treinar jovens pilotos que se mostrem capazes de chegar à Fórmula 1. A renovação dos participantes do programa é anual e depende de uma análise que leva em conta o resultado e performance dos mesmos dentro das pistas. Mas outros fatores externos também são levados em consideração, como preparo físico e exposição em mídia.

Di Grassi passou a fazer parte do programa após um teste no final de 2003, quando foi escolhido entre mais de dez pilotos, que participaram da seleção. Nesses anos, o piloto teve sua carreira guiada pela montadora, que apontou as melhores oportunidades para ele seguir no esporte. Atualmente é o único brasileiro no RDD.

O piloto paulista iniciou a carreira no kart, aos 13 anos, onde somou muitos títulos e vitórias. Passou pelas principais categorias de base, sempre com muito sucesso. Dentre as principais conquistas está o tradicional GP de Macau de Fórmula 3 em 2005, quando o brasileiro superou os pilotos da até então imbatível equipe ASM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *