GP2 Series: Luiz Razia vence em Valência e fica a um ponto de Davide Valsecchi

O brasileiro Luiz Razia (Arden) venceu neste domingo (24/06), em Valência, na Espanha, a prova de encerramento da 6ª etapa da temporada. O inglês James Calado (Lotus) e o suíço Fabio Leimer (Racing Engineering) completaram o pódio.

 


Pole-position, Calado começou a ser pressionado pela dupla da Carlin, o indonésio rio Harianto e o inglês Max Chilton, após dois períodos de Safety-Car no começo da prova.


No final da15ª volta Haryanto chegou a assumir a ponta, com Calado retomando a posição na segunda curva, da volta seguinte. Na 20ª volta Haryanto foi novamente para cima de Calado, na curva doze. Os dois se tocaram, com o indonésio abandonado, e Calado tendo o carro danificado no toque, passando a perder rendimento.


Calado passou então a ser pressionado por Leimer, que tinha superado Chilton no momento em que os dois líderes se chocavam. Faltando quatro voltas a pressão do suíço aumentou, com Calado, mesmo com problemas, conseguindo manter a ponta.


Na volta final Leimer tentou a ultrapassagem, por fora da curva doze. Contudo o suíço travou as rodas, passando reto pela chicane, e assumindo a liderança. Leimer teve que devolver a posição.


Razia, que tinha superado o holandês Giedo van der Garde (Caterham), após uma escorregada do rival, e Chilton, na penúltima volta, apareceu logo atrás de Calado e Leimer, falando poucas curvas para o final.


Com Calado se defendendo de Leimer, Razia foi para cima, e faltando sete curvas para o final, colocou o carro por fora dos dois, assumindo a liderança ao entrar na linha de dentro na curva seguinte, à esquerda. Leimer acabou escorregando.


Razia venceu com 1s1 de vantagem sobre Calado.


“Acho que este momento tem a ver com a minha dedicação. Nos últimos três anos vivi dificuldades que não preciso contar e, nesse ano, decidi tocar vida de outra maneira e tem funcionado. Ando trabalhando muito; eu não durmo só trabalho, e isso tem feito efeito. Agora é buscar melhorar mais”, comentou Razia, que descreve abaixo como foi a corrida e as voltas finais.


“Fiz uma largada boa, mas fui um pouco cauteloso na primeira volta, para não perder nenhuma posição, não me envolver em acidente e me achei em oitavo. Depois do Safety Car consegui passar dois carros, o que foi importante porque o “passo” deles estava muito ruim e economizei meu pneu até o fim e usei vantagem que eu tinha com essa desvantagem”, contou.


“Depois que passei o Fabio Onidi e o Nathanael Berthon, subindo para quinto, me concentrei em economizar meus pneus. E o pessoal da frente tava muito rápido; eu, economizando pneu. Nas dez voltas finais meu engenheiro disse: ‘Agora é hora de apertar’ e eu comecei a ganhar um segundo a cada volta e foi isso que pagou no final. Foi um bom presente. Foi sensacional. Eu nem acreditei, quando passei falei: ‘Caramba, já tô em primeiro e só faltam duas curvas’. Foi especial”, completa Razia, que nos últimos dois anos atuou como terceiro piloto das equipes Marussia e Caterham na Fórmula 1.


Leimer fechou o pódio. Chilton terminou em 4º, seguido pelo francês Nathanael Berthon (Racing Engineering), que passou Van der Garde na volta final. O suíço Simon Trummer (Arden) foi o 7º, seguido pelo colombiano Julian Leal (Trident) e o holandês Daniel de Jong (Rapax).


Líder do campeonato, o italiano Davide Valsecchi (DAMS) se envolveu na confusão da segunda curva da prova, que provocou o primeiro SC, tendo que fazer dois pit stops. Terminou em 10º, e agora têm apenas um ponto de vantagem sobre Razia, 141 a 140. Calado em 3º, soma 95.


Vencedor da prova de sábado, o mexicano Esteban Gutierrez (Lotus), também se envolveu na confusão da segunda curva, e abandonou.


O segundo safety-car foi provocado após o venezuelano Johnny Cecotto Jr (Addax) e o inglês Jolyon Palmer (iSport) se enroscarem após a primeira relargada. O clima esquentou entre os dois, com ambos se acusando.


Entre os demais brasileiros, Felipe Nasr (Carlin) terminou em 14º e Victor Guerin (Ocean) na 18ª posição.


A próxima etapa acontece em Silverstone, na Inglaterra, acontece nos dias 07 e 08 de julho.


Final:


1 – Luiz Razia – Arden – 28 voltas em 1h00m31s895
2 – James Calado – Lotus – 1″179
3 – Fabio Leimer – Racing Engineering – 1″587
4 – Max Chilton – Carlin – 2″425
5 – Nathanel Berthon – Racing Engineering – 2″957
6 – Giedo Van der Garde – Caterham – 4″969
7 – Simon Trummer – Arden – 8″415
8 – Julian Leal – Trident – 9″501
9 – Daniel De Jong – Rapax – 13″591
10 – Davide Valsecchi – Dams – 17″564
11 – Josef Kral – Addax – 21″005
12 – Tom Dillmann – Rapax – 34″565
13 – Nigel Melker – Ocean – 46″929
14 – Felipe Nasr – Dams – 50″083
15 – Rodolfo Gonzalez – Caterham – 51″366
16 – Giancarlo Serenelli – Lazarus – 57″490
17 – Fabio Onidi – Coloni – 1’03″342
18 – Victor Guerin – Ocean – 1’03″439


 


Abandonos:


Rio Haryanto – Carlin – 20
Stephane Richelmi – Trident – 6
Jolyon Palmer – iSport – 4
Johnny Cecotto – Addax – 4
Marcus Ericsson – iSport – 1
Esteban Gutierrez – Lotus- 1
Stefano Coletti – Coloni


Não largou: 


Fabrizio Crestani – Lazarus –


Campeonato:


1. Valsecchi 141; 2. Razia 140; 3. Calado 95; 4. Chilton 93; 5. Van der Garde 89; 6. Gutierrez 87.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *