GP2 Series: Morte de engenheiro cancela teste de Bruno Senna na França

ART Grand Prix abandona treinos coletivos em Paul Ricard.

A morte do engenheiro Steeve Marcel, ocorrida na noite desta segunda-feira, levou a ART Grand Prix a abandonar os treinos coletivos da Fórmula GP2 nesta semana em Paul Ricard, na França. Com a programação da equipe cancelada, Bruno Senna – que deveria andar hoje num dos carros do time francês – só treinará amanhã pela Arden International.


Marcel, de apenas 32 anos, foi vítima de um câncer descoberto em 2005. Ele foi um dos principais responsáveis pela vitoriosa campanha do ano passado, quando trabalhou diretamente com o campeão Nico Rosberg. Mesmo com a saúde fragilizada e já afastado das funções, acompanhou algumas etapas da temporada 2006, quando a ART Grand Prix voltou a conquistar os títulos de equipes e pilotos, desta vez com Lewis Hamilton.


“Não havia mesmo clima para a permanência da equipe em Paul Ricard. Todos ficaram chocados com a morte de uma pessoa tão jovem e querida”, explicou Bruno, que aproveitou a folga inesperada para acompanhar os ensaios no circuito do sul da França. A ART Grand Prix é de propriedade de Nicolas Todt, empresário de Felipe Massa e filho do diretor-geral da Ferrari, Jean Todt.


Bruno participou no fim de semana da etapa da Porsche Supercup em Hockenheim, onde esteve apenas com o objetivo de conhecer um dos circuitos que deverá percorrer em 2007 na Fórmula GP2. Depois de avaliar o carro da Arden International, Bruno voltará a treinar na semana que vem em Jerez (Espanha), inicialmente pela ART Grand Prix e no segundo dia pela iSport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *