GP2 Series: Negrão supera problemas e abre pré-temporada em 12º

Panes no motor reduzem tempo de pista do piloto da Arden em Abu Dhabi; Palmer lidera

Para um início de trabalhos que começou com a quebra do motor, o saldo final da estreia de André Negrão nos testes de pré-temporada da Fórmula GP2 pela equipe Arden até que terminou com um balanço positivo. O piloto campineiro terminou na 12ª colocação e foi o terceiro melhor novato nos ensaios que abriram os três dias de treinos coletivos no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi. O mais veloz do dia foi o britânico Jolyon Palmer, da DAMS, um dos veteranos da divisão de acesso à Fórmula 1.

André nem chegou a registrar tempo na primeira sessão de três horas, no período da manhã. “Mal saí, o motor quebrou. Como a troca é sempre muito longa, acabei perdendo toda essa parte. Conseguimos deixar o carro pronto para os testes da tarde, mas aí foram as borboletas do motor que quebraram e tive de ficar mais uma hora parado nos boxes esperando pelos reparos. Ao todo, andei menos de duas das seis horas previstas”, explicou.

Os imprevistos obrigaram os técnicos da Arden a se desdobrar para tentar aproveitar ao máximo o primeiro contato com os dois tipos de pneus – médios e supermacios – que estão à disposição das equipes. No entanto, mesmo os times que enfrentaram um dia mais tranquilo também optaram por usar apenas os compostos mais duros. “Acho que todos vão deixar para usar os mais moles amanhã”, arriscou. “O problema hoje é que experimentamos muito menos do que prevíamos.”

Depois de três anos na Fórmula Renault 3.5 pela equipe italiana Draco, André travou o contato inicial com os ingleses da Arden. E as avaliações preliminares foram positivas. “É uma boa equipe, profissional, mas sabe como é… São ingleses e costumam ter suas próprias receitas de acerto. Mesmo assim, até que parecem ser um pouco mais flexíveis e dispostos a aceitar a opinião dos pilotos”, observou.

Além de Negrão, os testes contaram com a presença do brasiliense Felipe Nasr, entrando em seu terceiro ano na categoria e pela segunda temporada na Carlin. Recentemente apresentado como piloto reserva da Williams na F1, Nasr terminou em 7º, com um tempo de volta menos de três décimos melhor que o de Negrão.

Os tempos de hoje

1 – Jolyon Palmer – Dams – 1min49s126
2 – Mitch Evans – Russian Time – 1min49s292
3 – Stephane Richelmi – Dams – 1min49s756
4 – Daniel Abt – Hilmer – 1min49s777
5 – Stoffel Vandoorne – ART – 1min49s790
6 – Johnny Cecotto – Trident – 1min49s892
7 – Felipe Nasr – Carlin – 1min49s896
8 – Stefano Coletti – Racing Engineering – 1min49s963
9 – Alexander Rossi – Caterham – 1min50s018
10 – Arthur Pic – Campos – 1min50s204
11 – Takuya Izawa – ART – 1min50s219
12 – Andre Negrão – Arden – 1min50s241
13 – Rio Haryanto – Caterham – 1min50s256
14 – Raffaele Marciello – Racing Engineering – 1min50s261
15 – Daniel De Jong – MP – 1min50s265
16 – Facundo Regalia – Hilmer – 1min50s289
17 – Jon Lancaster – MP – 1min50s434
18 – Rene Binder – Arden – 1min50s496
19 – Julian Leal – Carlin – 1min50s541
20 – Artem Markelov – Russian Time – 1min50s925
21 – Conor Daly – Lazarus – 1min50s933
22 – Nathanael Berthon – Trident – 1min51s026
23 – Simon Trummer – Rapax – 1min51s043
24 – Axcil Jefferies – Trident – 1min51s300
25 – Kimiya Sato – Campos – 1min51s331
26 – Adrian Quaife Hobbs – Rapax – 1min51s437

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *