GP2 Series: Nico Hülkenberg vence em Hungaroring e amplia vantagem no campeonato

O alemão Nico Hülkenberg, da ART, venceu neste sábado (25/07), a prova de abertura da 6ª rodada dupla da temporada, em Hungaroring, na Hungria. Foi a terceira vitória consecutiva de Hülkenberg, com o alemão aumentando a sua liderança na tabela de pontos do campeonato. O brasileiro Lucas di Grasi, da Racing Engineering, terminou em segundo, após sair da pole-position. O espanhol Javier Villa, da Super Nova, completou o pódio.

Saindo da quinta posição do grid, Hülkenberg assumiu a terceira posição na primeira volta. Com a parada nos boxes de Villa o alemão passou para segundo, atrás de di Grassi.

Di Grassi fez a sua parada obrigatória na 12ª volta, com Hülkenberg aproveitando que o brasileiro tinha pneus frios, para ultrapassá-lo na curva dois. Com pista livre Hülkenberg foi abrindo vantagem, vencendo com 15s338 de vantagem sobre di Grassi.

Villa cruzou em terceiro, depois de suportar forte pressão do venezuelano Pastor Maldonado, parceiro de equipe do vencedor, nas voltas finais. Maldonado foi 4º. O italiano David Valsecchi, da Durango, terminou em 5º, seguido pelo compatriota Luca Filippi, da Super Nova. O holandês Giedo Van der Garde, da iSport, e o italiano David Rigon, da Trident, completaram os oito primeiros. Com a inversão dos oito primeiros colocados para o grid da segunda prova, no domingo, Rigon garantiu a pole.

A dupla da Barwa Addax, o russo Petrov e o francês Romain Grosjean, saíram da prova sem pontos. Segundo no grid, Petrov abandonou na 20ª volta, com Grosjean, depois de sair do fim do grid, e fazer muitas ultrapassagens no travado circuito húngaro, terminando na 10ª posição.

Grosjean contou com um acidente logo na segunda curva da prova, para ganhar várias posições. O austríaco Andreas Zuber, da FMSI, rodou na pista indo para a brita. Atrás dele o brasileiro Alberto Valério, da Piquet GP, perdeu o controle de seu carro, acertando o compatriota Luiz Razia, parceiro de Zuber, e o mexicano Sergio Perez, da Arden.

O brasileiro Diego Nunes, da iSport, abandonou na 36ª volta. No começo da prova Nunes e o belga, nascido na Romênia, Michael Herck, da DPR, se tocaram numa disputa de posição, forçada pelo brasileiro, que perdeu as chances de pontuar pela primeira vez na categoria.  

Hülkenberg soma 57 pontos no campeonato, quinze a mais do que Grosjean. Petrov é o tercerio, com 41, com di Grassi na quarta posição, somando 36.

Grid:

1 – Lucas Di Grassi – Racing Engineering – 1’27″867
2 – Vitaly Petrov – Barwa Addax – 1’27″933
3 – Javier Villa – Super Nova – 1’28″023
4 – Davide Valsecchi – Durango – 1’28″151
5 – Nico Hulkenberg – ART – 1’28″297
6 – Luca Filippi – Super Nova – 1’28″379
7 – Pastor Maldonado – ART – 1’28″452
8 – Andreas Zuber – FMSI – 1’28″465
9 – Davide Rigon – Trident – 1’28″534
10 – Roldan Rodriguez – Piquet GP – 1’28″536
11 – Alberto Valerio – Piquet GP – 1’28″617
12 – Diego Nunes – iSport – 1’28″632
13 – Dani Clos – Racing Engineering – 1’28″670
14 – Alvaro Parente – Ocean – 1’28″799
15 – Sergio Perez – Arden – 1’28″897
16 – Giedo Van der Garde – iSport – 1’28″923
17 – Luiz Razia – FMSI – 1’28″974
18 – Edoardo Mortara – Arden – 1’29″058
19 – Michael Herck – DPR – 1’29″222
20 – Karun Chandhok – Ocean – 1’29″250
21 – Kamui Kobayashi – Dams – 1’29″256
22 – Nelson Panciatici – Durango – 1’29″387
23 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 1’29″731
24 – Ricardo Teixeira – Trident – 1’30″550
25 – Romain Grosjean – Barwa Addax – 1’46″315*
Franck Perera – DPR – 1’37″519**
* Tempo acima dos 107% do pole-postion.
**Excluído da prova pelos comissários, devido a colisão com Grosjean no começo do treino.

Final:

1 – Nico Hulkenberg – ART – 42 voltas em h04m46s079
2 – Lucas Di Grassi – Racing Engineering – 15″338
3 – Javier Villa – Super Nova – 16″370
4 – Pastor Maldonado – ART – 17″093
5 – Davide Valsecchi – Durango – 17″156
6 – Luca Filippi – Super Nova – 23″102
7 – Giedo Van der Garde – iSport – 31″965
8 – Davide Rigon – Trident – 32″556
9 – Alvaro Parente – Ocean – 34″174
10 – Romain Grosjean – Barwa Addax – 38″635
11 – Dani Clos – Racing Engineering – 46″053
12 – Edoardo Mortara – Arden – 50″977
13 – Kamui Kobayashi – Dams – 51″269
14 – Nelson Panciatici – Durango – 1’11″155
15 – Michael Herck – DPR – 1’11″997

Volta mais rápida: Nico Hulkenberg 1’30″531

Abandonos:

Diego Nunes – iSport – 36 voltas
Ricardo Teixeira – Trident – 33 voltas
Vitaly Petrov – Barwa Addax – 20 voltas
Roldan Rodriguez – Piquet GP – 1 volta
Andreas Zuber – FMSI – 0 volta
Alberto Valerio – Piquet GP – 0 volta
Sergio Perez – Arden – 0 volta
Luiz Razia – FMSI – 0 volta

Campeonato:

1.Hulkenberg 57; 2.Grosjean 42; 3.Petrov 41; 4.Di Grassi 36; 5.Maldonado 31; 6.Zuber 20; 7.D’Ambrosio, Villa 18; 9.Valerio, Filippi 16.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *