GP2 Series: Nico Hülkenberg vence prova acidentada em Valência

O alemão Nico Hülkenberg, da ART, venceu neste domingo (23/08), em Valência, na Espanha, a segunda prova da 7ª rodada dupla da temporada, em Valência, na Espanha. Foi a 4ª vitória do líder do campeonato no ano. O mexicano Sergio Perez, da Arden, foi o 2º, seguido pelo russo Vitaly Petrov, da Barwa Addax.

Na largada o italiano Luca Filippi, da Super Nova, foi para cima do pole-position, o japonês Kamui Kobayashi, da Dams, ganhando a primeira posição. Na segunda curva o italiano errou, com os dois se tocando e Filippi acabando a prova preso na barreira de pneus. Kobayashi se manteve na pista, mas com a asa dianteira danificada.

O brasileiro Lucas di Grassi, da Racing Engineering, acertou o carro do holandês Giedo van der Garde, da iSport, com os dois ficando parados no mesmo ponto da pista. O austríaco Andreas Zuber, da PartyPoker Coloni, ficou parado na pista, com o belga Michael Herck, da DPR, e o italiano David Valsecchi, da Barwa Addax, também tendo problemas. Com tantos problemas a direção de prova acionou o Safety-Car.

Kobayashi, mesmo com o carro danificado permaneceu na pista e liderava seguido pelo espanhol Roldán Rodríguez, da Piquet GP e Hülkenberg. Na relargada Rodríguez tentou superar o japonês, indo para a área de escape, rodando ao tentar retornar a pista, acertando o muro. Novo Safety-Car.

Obrigado pelos comissários da prova a entrar nos boxes, Kobayashi parou com a bandeira verde, com a equipe colocando uma asa dianteira nova. Hülkenberg assumiu a liderança, seguido por Pérez.

Pouco depois o safety-Car foi acionado pela terceira vez, com menos de oito voltas disputadas. O português Álvaro Parente, da Ocean, foi tocado pelo italiano Edoardo Mortara, da Arden, parando em local perigoso. Mais tarde Mortara seria punido com um drive-trough.
 
Com a corrida reiniciada Hülkenberg abriu vantagem sobre Pérez. Petrov foi ganhando posições até chegar ao terceiro lugar, tentando superar o mexicano, sem sucesso.

Hülkenberg venceu com 11s609 de vantagem sobre Pérez. Petrov foi o 3º. O belga Jerome D’Ambrosio, da Dams, terminou em 4º, meio segundo a frente do brasileiro Diego Nunes, da iSport. Foram os primeiros pontos de Nunes no campeonato. O indiano Karun Chandhok, da Ocean, completou a zona de pontuação da prova curta da etapa.

O brasileiro Alberto Valério, da Piquet GP, chegou na 10ª posição, com o compatriota Luiz Razia, da PartyPoker Coloni, em 13º.  

Hülkenberg aumentou a sua vantagem na liderança do campeonato, com 75 pontos, vinte a mais do que Petrov. O francês Romain Grosjean, que não disputa mais a temporada por ter se transferido para a Renault na F-1, deixou o campeonato com 45 pontos. Di Grassi, que deixou as ruas de Valência sem pontos, é o 4º, com 40.

A próxima rodada dupla acontece no dia 30 de agosto, em Spa- Francorchamps, na Bélgica.

Final:

1 – Nico Hulkenberg – ART – 23 voltas em 44m36s084
2 – Sergio Perez – Arden – 11″609
3 – Vitaly Petrov – Barwa Addax – 13″229
4 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 28″580
5 – Diego Nunes – iSport – 29″195
6 – Karun Chandhok – Ocean – 31″608
7 – Davide Rigon – Trident – 32″101
8 – Javier Villa – Super Nova – 32″742
9 – Pastor Maldonado – ART – 34″564
10 – Alberto Valerio – Piquet GP – 35″784
11 – Kamui Kobayashi – Dams – 39″416
12 – Edoardo Mortara – Arden – 40″966
13 – Luiz Razia – PartyPoker Coloni – 45″114
14 – Ricardo Teixeira – Trident – 48″860
15 – Nelson Panciatici – Durango – 1 volta
16 – Franck Perera – DPR – 2 voltas

Volta mais rápida: Nico Hulkenberg 1’46″487

Abandonos:

Dani Clos – Racing Engineering – 11 voltas
Stefano Coletti – Durango – 10 voltas
Alvaro Parente – 5 voltas
Roldan Rodriguez – Ocean – 2 voltas
Luca Filippi – Super Nova – 1 volta
Davide Valsecchi – Barwa Addax – 0 volta
Michael Herck – DPR – 0 volta
Giedo Van der Garde – 0 volta
Andreas Zuber – iSport – 0 volta
Lucas Di Grassi – Racing Engineering – 0 volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *