GP2 Series: Pane complica testes de Bruno Senna na França

Brasileiro perde a volta boa dos pneus em Paul Ricard.

Sem poder explorar ao máximo o único jogo de pneus novos que usou, Bruno Senna fechou o primeiro dos dois dias de testes coletivos da Fórmula GP2 em Paul Ricard com a 23ª posição entre os 26 pilotos que entraram no circuito do sul da França nesta quarta-feira. “Estava na minha volta boa pela manhã quando a luz do óleo acendeu. Fui obrigado a levantar o pé e levar o carro para os boxes. Com o problema resolvido, voltei à pista, mas abortei novamente quando alguém rodou à minha frente. Aí os pneus granularam e os tempos subiram”, lamentou.

No período da tarde, com a chuva que começou logo depois do almoço e se intensificou na parte final, Bruno Senna sequer conseguiu utilizar o segundo set de pneus OK da Arden International. Mas ficou satisfeito com os resultados gerais. “Mexemos bastante nas barras e procuramos acertar o equilíbrio do carro com pneus gastos. Para quem não andava há dois meses, foi bom pilotar novamente e sentir que o condicionamento físico está legal. O volante do carro é muito pesado”, lembrou.

Bruno Senna espera uma evolução maior no segundo dia. “O carro da Arden International é melhor em traçados velozes. Amanhã usaremos uma variante mais rápida do que a de hoje. Além disso, terei três jogos de pneus novos para comparar os dois tipos de asas do novo pacote aerodinâmico. Vamos checar o arrasto, como ficou a pressão aerodinâmica e até treinar pit stops. A Fórmula GP2 tem essa obrigatoriedade de troca de dois pneus nas corridas do sábado, o que é uma novidade para mim.”

Mesmo com os pneus já longe do rendimento ideal, Bruno Senna fez sua volta mais rápida em 1:15.656 e superou o companheiro de equipe Adrian Zaugg. O piloto sul-africano venceu a abertura da temporada da Fórmula A1 GP em Zandvoort, na Holanda, e voltará a defender seu país em casa neste fim de semana na segunda etapa, marcada para as ruas de Durban.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *