GP2 Series: Pane seca derruba Bruno Senna no GP da Europa

Líderes do campeonato ficam sem gasolina na última volta em Valência.

Um final surpreendente marcou a abertura da rodada dupla do Grande Prêmio da Europa de Fórmula GP2 neste sábado no novo circuito urbano de Valência (Espanha). Destaques da prova até então, o pole Giorgio Pantano, cuja liderança só havia sido brevemente interrompida durante a obrigatória para troca de pneus, e Bruno Senna, quinto na corrida depois de sair em 8º, ficaram sem combustível na última volta. O líder do campeonato sequer cruzou a linha de chegada, enquanto o vice Bruno se arrastou até receber a bandeirada em 9º. O russo Vitaly Petrov herdou uma vitória que jamais pareceu ao seu alcance e subiu ao pódio ao lado do venezuelano Pastor Madonado e do francês Romain Grosjean.


Bruno, no entanto, analisou o resultado com tranqüilidade. “Por um lado, foi ruim porque não consegui aproveitar um problema com o Pantano; por outro, foi bom, já que em condições normais ele ampliaria a vantagem na classificação em mais quatro pontos. Na verdade, acho que só dá para lamentar a perda da 8ª posição por muito pouco. Com o sistema de grid invertido da categoria, eu largaria na pole amanhã e teria uma enorme chance de grudar nele no campeonato”, comentou.


Além de Bruno e Pantano, outros pilotos também foram vítimas da pane seca. “Saímos com 115 litros de gasolina, ou seja, com combustível até à boca. E o consumo costuma ser crítico na maioria dos circuitos. Sempre terminamos a corrida com o tanque quase vazio. O que complicou aqui é que a volta de saída dos boxes para alinhamento no grid é muito longa, muito maior que nas outras pistas”, justificou Bruno, que se manteve com os mesmos 58 pontos, nove atrás de Pantano.


A confiança em um bom resultado na prova mais curta deste domingo não foi abalada pelo inesperado episódio da corrida inicial. Como Pantano partirá em 14º, com as chances comprometidas porque apenas os seis primeiros pontuam, Bruno acredita que será possível reduzir a desvantagem. “Hoje, por exemplo, ganhei três posições na primeira volta e depois preferi ficar na minha. O carro está bom. Com algumas pequenas mudanças no acerto, acho que vai dar para terminar bem”, concluiu.


O prova de complemento da rodada dupla começará às 5h30 (Brasília), com transmissão ao vivo pelo SporTv.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *