GP2 Series: Renault apresenta novo carro da GP2 Series

Com diversas modificações, o novo carro para a temporada de 2008 tem a missão de dar continuidade ao sucesso alcançado com o modelo atual, que tornou a GP2 Series, que reúne os jovens pilotos que ambicionam chegar à Fórmula 1, uma das categoria mais disputadas do cenário mundial.

Os organizadores do Campeonato de Fórmula GP2 Series, principal fornecedor de jovens talentos para a Fórmula 1, apresentaram recentemente a segunda geração do carro da categoria. O modelo será utilizado a partir de 2008, com previsão de equipar as sofisticadas equipes da categoria até 2010.

O projeto do novo GP2 Series foi idealizado com a filosofia de proporcionar corridas com alto nível de equilíbrio e segurança, além de promover a eficiência dos investimentos das equipes no campo dos custos.

O novo carro da categoria já foi levado para a pista e o primeiro piloto a avaliá-lo foi o brasileiro Nelsinho Piquet, atual piloto de testes da equipe ING Renault F1 Team e vice-campeão da GP2 Series em 2006. A avaliação inicial foi realizada no circuito francês de Paul Ricard.

Neste primeiro teste, Nelsinho Piquet completou 60 voltas sem registrar problemas em seu funcionamento, um bom sinal em se tratando de um carro de corridas recém-saído da prancheta de projetos. Com chassi projetado pela empresa italiana Dallara Automobili, o novo GP2 Series irá utilizar motor Renault V8 de quatro litros e pneus Bridgestone Potenza.

O novo carro é visivelmente diferente se comparado com o seu antecessor. A dianteira possui um novo bico mais baixo e de perfil agressivo e uma nova montagem para a asa. A traseira do carro foi totalmente remodelada. O contorno da tampa do motor é mais compacto. Mais atrás surge o escapamento, que conta com uma montagem aperfeiçoada. A asa traseira é totalmente diferente da usada nos bólidos da categoria neste ano.

O formato das caixas laterais (“sidepods”, em inglês) é novo e também foi influenciado pelos aperfeiçoamentos no radiador e no sistema de arrefecimento. Na parte posterior dos “sidepods”, os projetistas da Dallara Automobili combinam novas saídas de ar do tipo “chaminé”, com uma estilizada versão das “guelras de tubarão” – dispositivo utilizado para ajudar a dissipar o calor do conjunto motorpropulsor.

As modificações que mais chamam a atenção se deram na aerodinâmica, nas quais o novo GP2 Series se beneficiou dos avanços recentes da Fórmula 1 – e é por isso que o novo bólido se assemelha ainda mais que seu antecessor aos modernos carros da categoria máxima. Como os Fórmula 1, o novo carro da GP2 conta com reentrâncias e elementos aerodinâmicos, formando um conjunto extremamente trabalhado. Neste aspecto, um detalhe técnico importante foi o aumento da participação do efeito-solo no downforce gerado pelo carro. Segundo os projetistas, este tem sido um dos fatores que promovem o show de ultrapassagens que se vê na atual GP2 Series.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *