GP2 Series: Toque de russo na largada arruína corrida de Lucas

Brasileiro sonhava com mais uma vitória, mas sua corrida acabou já na primeira curva.

Largando da segunda posição, Lucas Di Grassi (Eurobike/Schioppa) tinha tudo para fazer uma boa prova e brigar pela vitória ou por um lugar no pódio neste domingo (12) em Nurburgring, que recebeu a quinta rodada dupla da Fórmula GP2. Porém, um toque sofrido nos primeiros metros da corrida impediu o brasileiro da equipe Racing Engineering de contornar a primeira curva da prova, que era disputada sob chuva.

“Minha largada não foi tão boa e na confusão dos primeiros metros sob chuva e spray d’água recebi um toque do (russo Vitaly) Petrov, que danificou a barra da suspensão no lado esquerdo do meu carro”, detalha Lucas. “A batida entortou o sistema de direção e tive apenas alguns metros para perceber e entender o que havia acontecido. Mesmo assim, ainda sem compreender 100% do problema, tentei fazer a primeira curva. Aí percebi que realmente o carro não iria fazer o contorno. Na manobra, alguma peça torta da suspensão fez a roda travar e o carro saiu escorregando em frente. Acabei batendo na traseira de outro carro”, narrou Lucas, que atingiu o carro do mexicano Sérgio Perez, da Arden, na freada da curva 1 do circuito alemão.

Chamado à sala da direção de prova, o brasileiro explicou o incidente aos comissários esportivos da GP2, que após o depoimento de Di Grassi e a análise das imagens da câmera on board de seu carro no momento da largada, decidiram pela punição de Petrov – que liderava a corrida – com um drive through.

A vitória ficou novamente com o alemão Nico Hulkenberg, da ART Grand Prix, com o português Álvaro Parente, da Ocean, em segundo lugar, seguido do japonês Kamui Kobayashi, da DAMS. Com a punição, Vitaly Petrov, da Addax, caiu para o quarto lugar, enquanto o companheiro franco-suíço Romain Grosjean terminou em quinto. O espanhol Javier Villa, da Supernova, fechou os seis primeiros que pontuaram na corrida deste domingo (12).

“Foi uma pena o que aconteceu, porque tínhamos aqui na Alemanha um carro bom com potencial para brigar pela vitória ou o pódio. Ontem (sábado) tivemos um problema no pit stop e hoje este acidente. Agora temos que pensar na próxima corrida e brigar para recuperar os pontos perdidos, pois acredito que o campeonato ainda está completamente aberto”, disse Lucas, que na corrida de sábado terminou em sétimo lugar por causa de um problema na substituição de uma roda durante seu pit stop, quando era o segundo colocado na corrida.

Com metade do campeonato já realizada, o brasileiro permanece na quarta colocação, com 26 pontos. Com as duas vitórias do final de semana, Nico Hulkenberg é o novo líder, 20 pontos à frente de Di Grassi. Grosjean, com 42, é o segundo, com Petrov em terceiro com 41 pontos.

A próxima rodada dupla da GP2 acontece na Hungria, nos dias 25 e 26 de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *