GP2 Series: Villa vence e Glock abre vantagem na liderança

O espanhol Javier Villa soube tirar proveito do regulamento e conquistou neste domingo em Nürburgring (Alemanha) sua segunda vitória na Fórmula GP2 em 2007.

Oitavo colocado na abertura da rodada dupla do GP da Europa, o piloto da Racing Engineering largou na pole, beneficiado pelo formato de grid invertido dos oito primeiros da véspera, e liderou as 24 voltas da “sprint race” – corrida com 2/3 da duração da primeira. O alemão Timo Glock (iSport) terminou em 5º e ampliou a vantagem sobre o vice-líder Lucas di Grassi, 6º na bandeirada e único brasileiro a chegar à zona de pontos. Xandinho Negrão (Medley) foi o 10º e Bruno Senna (Arden) abandonou na primeira volta.

Villa saiu bem e distanciou-se rapidamente dos perseguidores. O mais próximo era Adrian Zaugg (Arden), mas o sul-africano ficou fora da prova depois de receber um toque na ultrapassagem de Kohei Hirate (Trident Racing). A partir de então, o segundo lugar foi intensamente entre Hirate e outro japonês, Kazuki Nakajima (DAMS), que fechou em terceiro e subiu ao pódio na mesma posição pela quarta vez consecutiva.

Embora sem pontuar, Xandinho Negrão voltou a fazer uma corrida consistente e sem erros depois de partir em 12º. “Mexemos bastante no carro, principalmente na suspensão dianteira, e o rendimento melhorou em comparação com a primeira corrida. No início, levei um chega-pra-lá do meu companheiro e fiquei atrás dele. Eu era mais rápido, mas não encontrei a oportunidade de superá-lo e nem achei prudente tentar uma manobra mais arriscada por causa de um 9º lugar”, comentou.

Xandinho disse que, mesmo sem ter conseguido subir na classificação do campeonato, largar e terminar as duas provas foi importante. “Acho que fiz uma boa prova no sábado. Mesmo caindo para as últimas posições por ter saído da pista para evitar uma batida num carro que rodou à minha frente, me recuperei bem, fiz várias ultrapassagens e andei num ritmo bom mesmo com o carro ruim. Poderia ter terminado talvez até entre os oito primeiros e tido uma melhor sorte hoje, quando o carro esteve legal”, concluiu.

O resultado da prova:

1 – Javier Villa (Espanha). Racing Engineering, 24 voltas em 41min36s640
2 – Kohei Hirate (Japão), Trident Racing, a 3s589
3 – Kazuki Nakajima (Japão), DAMS, a 4s056
4 – Pastor Maldonado (Venezuela), Trident Racing, a 7s710
5 – Timo Glock (Alemanha), iSport, a 9s301
6 – Lucas di Grassi (Brasil), ART GP, a 10s508
7 – Giorgio Pantano (Itália), Campos GP, a 14s375
8 – Ernesto Viso (Venezuela), Racing Engineering, a 19s401
9 – Roldán Rodríguez (Espanha), Minardi Piquet Sports, a 21s272
10 – Xandinho Negrão (Brasil), Minardi Piquet Sports, a 22s211

A nova classificação:

1, Timo Glock, 53 pontos
2, Lucas di Grassi, 46
3, Luca Filippi, 35
4, Giorgio Pantano, 28
5, Pastor Maldonado e Kazuki Nakajima, 25
7, Bruno Senna, 24
8, Javier Villa, 21
9, Andreas Zuber, 20
10, Mike Conway, 13
21, Xandinho Negrão, 1 ponto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *