GP2 Series: Xandinho depende de novos exames para correr em Mônaco

Afastado da prova deste domingo por causa do acidente na véspera no GP da Espanha, Xandinho Negrão (Medley) ainda terá de se submeter a novos exames clínicos antes de receber autorização dos médicos da FIA para disputar o GP de Mônaco, única corrida simples do calendário da Fórmula GP2. A quinta etapa está marcada para dia 27 no circuito urbano do principado.

Xandinho envolveu-se em confusão na primeira curva, pouco depois da largada, e bateu na traseira do inglês Mike Conway. Apesar de o choque não ter sido dos mais violentos, o carro do brasileiro decolou e caiu com força sobre o asfalto. O piloto da Minardi by Piquet foi atendido no ambulatório do autódromo e, queixando-se de dores nas costas, acabou sendo transferido para um hospital da região. Passou a noite em observação e só foi liberado nesta manhã, depois do encerramento da rodada dupla da Fórmula GP2 em Barcelona.

“Fiquei surpreso quando soube pelo Nelsinho Piquet que o Xandinho havia sido levado para o hospital. Parecia um acidente sem maiores conseqüências, mas o impacto do assoalho contra o solo causou o problema. Como esses carros são muito baixos, nem as suspensões conseguem evitar o choque”, explicou Felipe Vargas, diretor-técnico da Minardi Piquet Sports. Xandinho passou por raios X no autódromo e, como continuava queixando-se, os médicos encaminharam-no ao hospital para uma ressonância magnética. “A suspeita era de uma pequena fratura na coluna vertebral que, felizmente, não se confirmou”, continuou Vargas.

De volta ao autódromo para assistir à vitória do amigo Felipe Massa, com quem retornou no fim da tarde para sua casa em Montecarlo, Xandinho entregou todos os exames aos médicos da FIA. Por precaução, eles marcaram nova consulta para a quarta-feira da próxima semana, quando avaliarão os reflexos do piloto. “Acredito que ele será liberado sem problemas. Marcamos um teste de Fórmula 3000 para sexta-feira em Silverstone e gostaria que ele participasse”, continuou Vargas.

Apesar do acidente no sábado e da ausência forçada de Xandinho neste domingo, o fim de semana não foi apenas de más notícias para a Minardi Piquet Sports. Sábado, o espanhol Roldán Rodríguez chegou em 4º lugar e garantiu os primeiros cinco pontos da equipe em 2007. “Essa era uma prova em que o Xandinho tinha tudo para subir ao pódio. Ele estava um pouco à frente de Roldán e com o carro em condições de fazer um bom ritmo”, lamentou Vargas. Até hoje, Xandinho era o único piloto a ter participado de todos os treinos livres, oficiais e corridas desde a criação da Fórmula GP2 em 2005.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *