GP3 Series: Pedro Nunes vive clima de estreia em Silverstone

Brasileiro correrá pela primeira vez no tradicional circuito inglês, na prova que coincide com a metade do calendário da GP3.

O brasileiro Pedro Nunes (OGX/Grupo CGE/Claro/Wella/Alfaparf) viverá mais uma situação de estréia neste fim de semana, durante a quarta rodada dupla da Fórmula GP3 – que será realizada no remodelado circuito de Silverstone, na Inglaterra.
Em razão da ausência de treinos particulares da GP3, Pedro terá seu primeiro contato com o circuito apenas nesta sexta-feira, e procurou minimizar o peso da estréia fazendo sessões de testes virtuais no centro de treinamento de pilotos localizado em Modena, na Itália.
O brasileiro já havia recorrido ao recurso do simulador na preparação para as etapas de Istambul, na Turquia, e de Valência, na Espanha, sempre treinando no mesmo equipamento usado por Felipe Massa após o acidente que o tirou das pistas no fim do ano passado.
“Viverei, pela terceira vez em quatro rodadas duplas, uma estreia na GP3, e por isso realizei alguns testes em simulador”, declarou Pedro Nunes. “Como o traçado recebeu mudanças neste ano, até mesmo as equipes que já têm muitas informações sobre a pista terão de se adaptar. Por isso espero um certo equilíbrio neste fim de semana”, acrescentou.
O brasileiro acredita, no entanto, que os times ingleses da GP3 – Carlin, Hitech Racing e Manor -, possam levar alguma vantagem por correr em casa na etapa de Silverstone. 
“As equipes inglesas devem ser nossos principais adversários, mas isso é apenas um palpite. Só mesmo depois do treino livre de sexta-feira é que teremos uma noção exata do que esperar da prova. Até lá, a disputa fica no campo da teoria. Fiz bons treinos no simulador e temos um acerto básico eficiente. Por isso a expectativa é positiva”, encerrou o brasileiro.
Com a disputa da etapa de Silverstone, o calendário da GP3 chega a sua metade neste fim de semana. Encerrada a corrida inglesa, restarão, apenas, as etapas da Alemanha (Hockenheim), Hungria (Hungaroring), Bélgica (Spa-Francorchamps) e Itália (Monza). 
O novo circuito de Silverstone – A pista de Silverstone, uma das mais tradicionais do automobilismo mundial e palco do primeiro Grande Prêmio de Fórmula 1 da história, terá uma espécie de reestreia em 2010. Isso porque o traçado principal passou por reformas, que aumentaram a extensão da pista em 760 metros – e deram a ela seis novas curvas.
O novo setor, chamado de Arena, foi projetado para proporcionar novos pontos de ultrapassagem e, estima-se, deve aumentar em cerca de quatro segundos o tempo de volta para os carros da Fórmula 1. A pista passou de 5.141 para 5.901 metros de extensão, e nessa configuração já recebeu o campeonato de MotoGP neste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *