Grand-Am: Depois da primeira vitória, Mario Haberfeld e Adrian Fernandez voltam a competir em Daytona

Depois da primeira vitória, Mario Haberfeld e Adrian Fernandez voltam a competir em Daytona
Dupla da Lowe’s Fernandez Racing espera repetir o feito de Mid-Ohio nesta quinta-feira.

Depois de conquistarem sua primeira vitória na Grand American Rolex Series, no último dia 24, em Mid-Ohio, os pilotos Mario Haberfeld (Lowe’s/Liofol/Grupo Orinter) e Adrian Fernandez, da equipe Lowe’s Fernandez Racing, se preparam para a décima etapa da temporada, que acontece nesta quinta-feira (29/06) em Daytona, Flórida (EUA).

A prova será realizada no traçado misto do Daytona International Speedway, como preliminar da NASCAR, a principal categoria de carros de turismo dos Estados Unidos. O circuito não é desconhecido da dupla, que disputou nesta mesma pista sua primeira prova da Grand-Am, as 24 Horas de Daytona, em janeiro deste ano. “Daytona foi nossa primeira corrida na categoria. Agora, sabemos mais sobre tudo: a categoria, os competidores, os carros. Também sabemos o que é preciso para vencer”, disse Mario Haberfeld.

Em janeiro, a Lowe’s Fernandez Racing contou com o reforço de Scott Sharp, que disputa a IRL IndyCar Series pela equipe. O trio chegou a andar na terceira posição, antes de abandonar com problemas de superaquecimento. “Obviamente, a competição será muito apertada em Daytona também. Será um clima totalmente diferente das 24 Horas. Este é um evento de um dia apenas, então vamos descobrir na quinta-feira se isso é uma boa coisa ou não”, explicou Haberfeld. “O importante é que, desde o fim de semana em Laguna Seca até agora, estamos sendo muito rápidos, muito competitivos e provamos a nós mesmos e a todos que podemos vencer. Deveremos ter uma boa chance de fazer isso novamente em Daytona. É uma boa pista, com muitas oportunidades de ultrapassagem. É um bom lugar para correr do início ao fim, o que não tivemos a chance de fazer durante a corrida das 24 Horas”.

Fernandez concorda que o desempenho da Lowe’s Fernandez Racing evoluiu a partir de Laguna Seca, prova disputada em maio. “Nunca duvidamos que poderíamos fazer isso. Trabalhamos muito e acho que nos tornamos competitivos a partir da corrida de Laguna Seca. Desde então, se tornou uma questão de tempo”, disse o mexicano, que não poupou elogios à sua equipe. “Para uma equipe que está no seu primeiro ano, vencer uma corrida é uma grande conquista. Temos um grupo de pessoas que venceram em outras categorias, como a IndyCar e a Fórmula Mundial, mas está sendo uma grande experiência de aprendizado na Grand-Am. Sábado, em Mid-Ohio, foi a recompensa por todo este trabalho e dedicação. Estou muito orgulhoso de todos os envolvidos neste programa, especialmente das pessoas da Lowe’s, que acreditaram em nós desde o primeiro dia. Foi ótimo dar a eles sua primeira vitória. Eles têm uma história de várias vitórias na NASCAR e queríamos fazer parte desta tradição. Foi ótimo”.

Depois de conquistar a primeira vitória na Grand-Am, Fernandez está mais motivado para voltar a Daytona. “Vamos voltar para onde tudo isso começou. Parece que faz muito tempo, mas ainda somos muito novos no automobilismo de protótipos. Tivemos um longo caminho desde a corrida de 24 Horas. Fomos fortes já no primeiro fim de semana, em Daytona. Fizemos muito progresso desde então. Já conquistamos nossa primeira vitória agora e será ótimo levar isso para Daytona. As coisas deverão ser melhores desta vez”, aposta.

A etapa da Grand-Am em Daytona acontece nesta quinta-feira, às 20h00 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelos canais a cabo FX e Speed Channel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *