Grand-Am: Equipe de Negri estréia carro novo em Homestead

A equipe Michael Shank Racing (MSR) irá estrear um carro totalmente novo
para a terceira prova da temporada 2006 da Grand American Rolex Sport Car
Series, que acontece neste fim de semana no Homestead-Miami Speedway, na
Flórida. O Riley-Lexus pilotado pelo brasileiro Oswaldo Negri Jr, e pelo
norte-americano Mark Patterson ficou totalmente destruído após o acidente
nos treinos de classificação na prova passada no México.

Os pilotos quase não competiram na prova, mas na última hora conseguiram um
Riley-Pontiac emprestado por outra escuderia, mas na corrida tiveram
problemas e abandonaram.

“Nosso carro era um dos melhores da categoria, mas infelizmente sofreu perda total no acidente no México”, disse Negri. “Era a segunda volta do primeiro treino da sexta-feira, e eu vinha em volta rápida atrás de dois carros da classe GT, para não perder tempo decidi ultrapassá-los após a Curva Peraltada, na entrada da reta principal. Este ano colocaram uns pequenos blocos de concreto (tartarugas) delimitando a entrada dos boxes, e alguém acabou tocando um destes blocos e o mesmo foi parar na pista. O carro da GT, que é mais alto, passou sobre o obstáculo que surgiu repentinamente na minha frente. Eu vinha no vácuo do carro à minha frente, e a batida foi inevitável. O carro decolou e foi bater violentamente no muro do lado externo da curva”, contou Negri.

Para aquela prova uma outra equipe emprestou um carro, e mesmo estando equipado com outro motor, a equipe contou com total apoio da Lexus. Agora a MSR mais uma vez dá mostras do seu imenso potencial e em poucos dias conseguiu montar um novo carro para que Negri e Patterson, que eram os líderes do campeonato até a prova do México, disputem a corrida na Flórida.

“Nossa participação aqui na Flórida chegou a ser dúvida, já que não tinhámos nem carro para esta prova, mas uma equipe que só irá entrar no campeonato no meio da temporada, nos vendeu seu chassis, e a equipe em tempo recorde montou nosso novo protótipo. Tenho certeza que este será tão bom quanto o anterior, mas estrear carro novo é sempre motivo de preocupação”, falou o brasileiro.

O novo chassis ficou pronto no último sábado e imediatamente embarcado para Homestead, onde irá passar pelo shakedown nesta quinta-feira. A prova terá a participação de 50 carros, divididos em 28 DP (Daytona Prototype) e 22 da classe GT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *