Grand-Am: Negri baixa em dois segundos o recorde de Daytona

Grand Am estréia pneus Pirelli.

O brasileiro Oswaldo Negri Jr, da escuderia Michael Shank Racing (MSR), simplesmente demoliu o antigo recorde da Rolex Sports Car Series presented by Crown Royal Special Reserve para o circuito do Daytona International Speedway. A equipe do brasileiro estreou o novo motor Ford com um desempenho excepcional, aliado aos novos pneus Pirelli, que passam a equipar toda categoria na próxima temporada.
 
“Todo mundo fez um grande trabalho. Trocamos de motor é verdade, mas o que a Ford nos fornece é o mesmo equipamento que entrega as outras equipes; o diferencial é que o nosso pacote técnico que já era muito bom, agora ficou excelente”, elogiou Negri. “O nosso pessoal juntamente com os técnicos da Ford estão muito motivados, e com certeza teremos um desempenho ainda melhor daqui para frente”, completou entusiasmado. 
 
Mike Shank, o dono da equipe, elogiou o trabalho de Negri e Mark Patterson e endossou as palavras do seu piloto dizendo que a Ford não dispõe somente de um grande motor, mas de também de um grupo de engenheiros muito bons.
 
A melhor volta obtida pelo Riley-Ford de Negri foi registrada em 1m41s502I, superando o recorde da pista, que fora estabelecido este ano na prova da 24 Horas, com o tempo de 1m43s609. Entre os carros da classe GT a melhor marca foi de Eric Lux como Porsche GT3 da equipe Farnbacher em 1m51s473.
 
Também esteve presente neste teste coletivo da Grand-Am a estrela da NASCAR, Jimmie Johnson, ao volante do Riley-Pontiac da equipe de Bob Stallings.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *