GT Brasi: Domínio italiano no Rio Grande do Sul

Os italianos Lamborghini Gallardo LP560 e Ferrari F430 foram os mais rápidos da sexta-feira (10) no Velopark

Foram três treinos livres e, em todos eles, a liderança ficou com os modelos Lamborghini Gallardo LP560. No caso, carros da mesma equipe, a Lamborghini Cimed. O time alcançou a melhor marca no primeiro dia de atividades no Velopark, nesta sexta-feira, com Chico Serra e João Adibe, e garantiu também o segundo lugar, com a outra dupla, formada por Daniel Serra e Chico Longo. Mesmo com o domínio, os pilotos da equipe mantêm os pés no chão para a sequência do fim de semana, que prevê treinos classificatórios e primeira corrida neste sábado (11).

“A volta foi muito boa, mas ainda não estamos satisfeitos. Trabalhamos muito bem nos três treinos e amanhã já sabemos o que fazer para melhorar um pouco mais os carros”, revela o tricampeão da Stock Car, Chico Serra. De fato, não dá para dormir no ponto, sob pena de permitir a aproximação dos modelos Ferrari F430, que também andaram muito bem nos treinos livres para a antepenúltima etapa da temporada 2010. O carro permitiu o terceiro lugar de Antonio Pizzonia e Walter Derani. A diferença do primeiro para o terceiro colocado foi de míseros 0s056.

“O legal do Itaipava GT Brasil é ver várias marcas brigando juntas na frente, e nessa corrida começamos de maneira muito positiva”, comemorou Antonio Pizzonia. Logo atrás, ficaram os companheiros de equipe Claudio Ricci e Aluizio Coelho. “Começamos muito bem e nossa expectativa, diante do treino de hoje, é brigar pela pole position. Julgando pelo equilíbrio desse treino, as posições devem ser decididas por diferenças bem pequenas”, analisou Claudio Ricci, o mais rápido do dia entre os representantes do Rio Grande do Sul.

Que, na categoria Itaipava GTBR3, serão três, já que de última hora foi confirmada a participação de Juliano Moro. Ele substitui o paranaense Lico Kaesemodel no Ford GT de número 5. “O Lico teve alguns compromissos, não pôde participar desta etapa e apareceu a oportunidade. Agradeço a equipe e todos os que tornaram isso possível. Para mim, é uma satisfação estar aqui, numa categoria tão importante”, comentou Juliano Moro. Ele fechou a sexta-feira em sétimo. Os líderes do campeonato, Valdeno Brito e o também gaúcho Matheus Stumpf, ficaram em oitavo.

Foi um dia de novidades no Itaipava GT Brasil, incluindo a chegada dos novos compostos Michelin, opção dos modelos Ford GT e Dodge Viper Competition Coupe. De acordo com os pilotos, os pneus são mais rápidos que os anteriores e com boa durabilidade, o que pode ser um trunfo para a prova do Velopark. Os treinos classificatórios começam às 11h35 deste sábado e a primeira corrida do fim de semana será realizada às 15h50. Esta é a sexta e antepenúltima etapa do Itaipava GT Brasil, que volta a realizar um evento no Rio Grande do Sul, onde não corria desde 2008.

OS TEMPOS DA SEXTA-FEIRA NO VELOPARK
Itaipava GTBR3
1°. Chico Serra/João Adibe (Lamborghini), 53s662
2°. Chico Longo/Daniel Serra (Lamborghini), a 0s047
3°. Walter Derani/Antonio Pizzonia (Ferrari), a 0s056
4°. Aluizio Coelho/Claudio Ricci (Ferrari), a 0s518
5°. Claudio Dahruj/Ricardo Zonta (Lamborghini), a 0s676
6°. Marcelo Hahn/Allam Khodair (Lamborghini), a 0s680
7°. Juliano Moro/Paulo Bonifácio (Ford GT), a 0s951
8°. Valdeno Brito/Matheus Stumpf (Ford GT), a 1s143
9°. Xandy Negrão/Andreas Mattheis (Ford GT), a 1s200
10°. Bruno Garfinkel/Ricardo Mauricio (Lamborghini), a 1s233
11º. Pedro Queirolo (Dodge Viper), a 1s441
12º. Cleber Faria (Lamborghini), a 1s787
13º. Linneu Linardi/Marcos Gomes (Ferrari), a 2s263
14º. Vanue Faria (Lamborghini), a 3s881 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *