GT Brasil: Allam Khodair e Marcelo Hahn vencem etapa da GT3 em Interlagos

Titulo da categoria fica agora entre Cleber/Rosa e Cacá/Dahruj

A primeira corrida da última etapa da temporada 2012 do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo teve a vitória da dupla Allam Khodair e Marcelo Hahn, de Lamborghini LP600+, após prova segura e com bastante água no traçado do Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Em segundo, Sérgio Jimenez e Paulo Bonifácio, de Mercedes-Benz SLS AMG e a Ferrari 458 Itália de Cláudio Ricci e Rafael Derani completou o grupo dos três melhores. Na briga do título, Cacá Bueno e Cláudio Dahruj, de BMW Z4, chegaram em quarto e Duda Rosa e Cleber Faria, também de SLS, chegaram em sexto, formando agora o duelo pela conquista inédita de campeão da GT3.

Falando sobre o fim de semana até a vitória difícil, Allam Khodair explica. “A etapa não começou muito bem para nós, mas com a chuva a diferença que tínhamos para as BMW diminuiu, e uma vitória é sempre uma vitória. Na corrida deste domingo vamos buscar outra que é apenas o que nos interessa. Gostaria de dar os parabéns à nossa equipe porque conseguiram consertar o carro depois do acidente que sofri então este resultado é muito importante”, diz Khodair.

Dupla de Allam, Marcelo Hahn dedicou a vitória ao seu parceiro de pilotagem na Lamborghini LP600+ da equipe Alfa Blau Motorsport. “Tenho que agradecer ao Allam, ele começou a construir esta vitória na classificação ao conquistar a pole. Depois, no box, me passou informações importantes de tudo que estava acontecendo com o carro. Tive um problema na saída da troca de pilotos com o Dahruj, mas o passei na marra e fui em frente”, disse o piloto.

“Na verdade estamos ainda com muita diferença de desempenho em relação às BMW, o Allam é um grande piloto e acho que ele está fazendo a diferença. Tomei um segundo do Dahruj na classificação para a corrida de domingo, por isso acho que o Khodair é o grande destaque desta vitória. Só fica o meu protesto em relação a superioridade das duas Z4 em relação aos outros”, encerra Marcelo Hahn.

Feliz com o resultado, Sérgio Jimenez, dupla de Paulo Bonifácio na Mercedes-Benz SLS AMG da Pool Racing destacou o esforço feito pelo time. “Bom, está claro que o nosso carro não está competitivo neste fim de semana em Interlagos. Estivemos mais fortes em outras pistas, mas em Interlagos este não é o caso. As duas BMW estão muito fortes e isso é algo que a Comissão GT precisa rever, porque se não tivesse chovido a corrida não teria graça”, fala Jimenez.

“Nosso carro estava muito difícil de guiar, quando o Boni entrou ele estava entre dois concorrentes, manteve a calma e mesmo tomando um toque forte trouxe o carro até o final no segundo lugar, que é onde devemos estar”, completa Sérgio, se referindo ao toque dado em Boni por Constantino Jr que acabou tomando um drive-throught pela manobra. Feliz com o resultado, Paulo falou. “Foi uma corrida complicada para nós”.

“A pista foi secando e mexemos na frente do carro para ver se melhorava, só que os pneus deterioraram-se e o Constantino era um planeta mais rápido que eu. Quando ele veio pra cima senti que ia bater e foi o que aconteceu, mas apesar de ter sido forte, meu carro não sofreu com isso e continuamos e terminamos bem. De toda forma, eu também gostaria de deixar um protesto com a equalização dos carros da categoria que não estão bem como deveriam”, completa.

“Estamos aqui para correr de igual para igual, corremos 17 provas, vencemos sete, fizemos seis segundos lugares e outros resultados, trouxemos a Mercedes e temos a BMW no grid que está bem mais leve, mais potente quando na verdade deveria estar parecido com o nosso”, explica Paulo Bonifácio.

No pódio pela terceira vez seguida, Cláudio Ricci, dupla de Rafael Derani, na Ferrari 458 Itália, disse que imaginava ter dificuldade na pista molhada. “Era algo que já sabíamos que aconteceria. Nosso carro é o que tem menos pressão aerodinâmica na categoria, por isso não daria para acompanhar de perto as duas BMW e as três SLS. Mais uma vez fizemos um bom trabalho e fomos recompensados por isso”, ressalta Ricci.

“Dos três carros nas posições de frente, todos estão com equalização da FIA e acabamos sendo penalizados por isso, ao contrário de quem não foi tão bem durante o ano e foi bastante ajudado. Quando estamos bem, vamos ao pódio, vencemos corridas, mas agora vamos nos preocupar em encerrar bem a temporada e nos planejar para o ano que vem”, completa Cláudio Ricci.

“A minha corrida para falar a verdade foi chata”, diz Rafael Derani. “Eu estava muito à frente dos outros e atrás dos carros que estavam nas duas primeiras posições, então só levei a Ferrari até o final. O carro estava com um desempenho bom, então embora não tenha consegui brigar com ninguém tive uma prova divertida, então agora espero vencer a última corrida para começar bem a temporada que vem”, encerra Derani.

Com os resultados da corrida deste sábado (15) da GT3 apenas as duplas Cleber Faria e Duda Rosa, de Mercedes-Benz SLS AMG, e Cacá Bueno e Cláudio Dahruj, de BMW Z4, possuem chances matemáticas de título, devido aos descartes obrigatórios, que será definido neste domingo (16), às 13hs, com transmissão ao vivo para todo o Brasil pelo SporTV, RedeTV, PortalGT.com.br, UOL.com.br e TotalRace.com.br

DOMINGO, 16 DE DEZEMBRO DE 2012
09h10 – 09h25: Warm-up – Elf SuperBike
09h35 – 09h50: Warm-up – Mercedes-Benz Grand Challenge
10h00 – 11h20: Visitação aos Boxes
12h01 – 12h31: Corrida 2 – Mercedes-Benz Grand Challenge
13h02 – 13h52: Corrida 2 – Campeonato Brasileiro de Gran Turismo
14h31 – 15h01: Corrida – Elf SuperBike
15h10 – Premiação dos Campeonatos

1ª Corrida – Gran Turismo

1º) 16 – M.Hahn/A.Khodair (LA, SP/SP), 26 voltas em 51:32.734 (média de 130,71 km/h)
2º) 22 – P.Bonifacio/S.Jimenez (MB , SP/SP), a 15.522
3º) 3 – R.Derani/C.Ricci (FE , SP/RS), a 26.425
4º) 0 – C.Bueno/C.Dahruj (BM , SP/SP), a 38.518
5º) 1 – V.Brito/Constatino Jr (BM , PA/SP), a 39.027
6º) 30 – C.Faria/D.Rosa (MB , SP/RS), a 1:00.171
7º) 20 – F.Ebrahim/W.Ebrahim (AU , PR/PR), a 1:03.524
8º) 61 – F.G.Croce/D.Croce (CO , SP/SP), a 1 volta
9º) 15 – F.Tozzo/R.Mascarello (FE , SC/MT), a 1 volta
10º) 4 – F.Roso/V.Roso (FE , RS/RS), a 1 volta
11º) 46 – C.Kray/A.Toso (LA , RS/RS), a 1 volta
12º) 10 – F.Toledo/P.Ventura (LA , RS/RS), a 2 voltas
13º) 105 – V.Faria/R.Guerra (MB , SP/SP), a 5 voltas

Classificação GT3
1 – Duda Rosa/Cleber Faria – Mercedes-Benz SLS AMG; 197 pontos;
2 – Cacá Bueno/Cláudio Dahruj – BMW Z4 GT3; 194;
3 – Sérgio Jimenez/Paulo Bonifácio – Mercedes SLS AMG; 181;
4 – Allam Khodair/Marcelo Hahn – Lamborghini LP600+; 172;
5 – Cláudio Ricci/Rafael Derani – Ferrari 458; 159;
6 – Renan Guerra/Vanuê Faria – Mercedes-Benz SLS AMG; 148;
7 – Wagner Ebrahim/Fábio Ebrahim – Audi R8 LMS; 136;
8 – Valdeno Brito/Constantino Júnior – BMW Z4 GT3; 125;
9 – Andersom Toso/Carlos Kray – Lamborghini LP520; 86;
10 – Felipe Tozzo/Raijan Mascarelo – Ferrari F430; 84;
11 – Ronaldo Kastropil – Lamborghini LP600; 47;
11 – Pierre Ventura – Lamborghini LP520; 47;
13 – Fernando Croce -Corvette Z06R; 46;
14 – Fernando G. Croce – Corvette Z06R; 43;
15 – Cristiano de Almeida – Lamborghini LP520, 39;
16 – Fernando Poeta -Lamborghini LP560; 37;
17 – Henrique Assunção – Lamborghini LP 600+; 29;
18 – Guilherme Figueiroa/Júlio Campos – Lamborghini LP600; 28;
19 – Daniel Croce – Corvette Z06R; 27;
19 – Roger Sandoval -Lamborghini LP560; 27;
19 – Felipe Roso/Vinícius Roso – Ferrari F430; 27;
22 – Ramon Matias – Dodge Viper Competition Coupé; 20;
23 – Bruno Garfinkel – Lamborghini LP600; 16;
24 – Popó Bueno/Marcelo Franco – Ford GT; 11;
24 – Walter Derani – Ferrari F430; 11;
26 – Fernando Fortes – Dogde Viper Competition Coupé; 10;
27 – Alexandre Buneder – Lamborghini LP560; 9;
27 – Renato Cattalini – Dodge Viper Competition Coupé; 9;
29 – Lorenzo Varassin – Dodge Viper Competition Coupé; 8;
30 – Felipe Toledo – Lamborghini LP520; 4.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *