GT Brasil: Com desgaste elevado, pilotos enfrentam desafio diferente no Rio de Janeiro

Equipes planejam acertos e estratégias com mais cuidado para poupar compostos em Jacarepaguá

Os pilotos do Itaipava GT Brasil tiveram nesta sexta-feira (9), durante as duas sessões de treinos livres, uma pequena amostra do desafio que devem enfrentar ao longo deste fim de semana no Rio de Janeiro. “Eu nunca vi um desgaste tão alto em poucas voltas”, descreve Daniel Serra, referindo-se ao asfalto extremamente abrasivo do circuito, que fez os pneus sofrerem ainda mais sob temperatura ambiente de 30ºC. Ele foi o mais rápido do dia na Itaipava GT3, em parceria com Chico Longo no Ferrari F458.

“Vai ser muito importante na corrida ter um carro bem ajustado para ser rápido sem desgastar demais os pneus. Não será fácil”, acrescenta o piloto. Prevendo essas condições, a fornecedora de pneus e a organização já haviam decidido introduzir a troca de pneus obrigatória durante as corridas, para que os pilotos possam aproveitar o máximo de desempenho dos compostos. Mesmo assim, Xandy Negrão acredita que não se pode abusar.

“A sorte é que vamos ter a troca de pneus, porque assim não precisaremos reduzir demais o ritmo para salvar os pneus. Mas por outro lado quem andar atacando muito estará em situação crítica com dez voltas. Como a janela para troca começa somente lá para a 15ª volta, não se pode exagerar”, revela o piloto, vencedor das duas corridas realizadas no Rio de Janeiro em 2010. Atualmente, ele compete em parceria com o filho Xandinho Negrão em um Lamborghini Gallardo LP600.

Os líderes do campeonato, Matheus Stumpf e Valdeno Brito, ficaram em terceiro lugar com o Ford GT. “Estamos muito satisfeitos pela nossa evolução no carro. O Ford sempre foi problemático de traseira, mas aqui no Rio de Janeiro foi a frente que resolveu complicar. Fazíamos de tudo para entrar na curva e ele não aceitava, então estávamos perdendo muito tempo. Trabalhamos em cima disso e conseguimos minimizar o problema”, fala Matheus Stumpf.

Mas ainda há trabalho pela frente para todas as equipes neste sábado (10). A programação começa com mais um treino livre, o último antes das sessões classificatórias. A primeira corrida do fim de semana está marcada para às 16h00 – a outra será no domingo às 12h30. Esta é a sétima etapa da temporada do Itaipava GT Brasil, que tem a liderança de Valdeno Brito e Matheus Stumpf, dezenove pontos à frente de Claudio Ricci e Rafael Derani, que correm de Ferrari F458.

OS MELHORES TEMPOS DO DIA

1º) 19 – C.Longo/D.Serra (FE, SP/SP), 1:11.439, média de 154,55 Km/h
2º) 9 – X.Negrão/X.Negrão (LA, SP/SP), 1:11.489
3º) 7 – V.Brito/M.Stumpf (FO, PB/RS), 1:11.534
4º) 33 – B.Garfinkel/R.Mauricio (LA, SP/SP), 1:11.686
5º) 16 – M.Hahn/A.Khodair (LA, SP/SP), 1:11.613, média de 154,17 Km/h
6º) 20 – Wagner Ebrahim (AU, PR), 1:12.269
7º) 5 – S.Jimenez/P.Bonifacio (FO, SP/SP), 1:12.423
8º) 105 – V.Faria/R.Guerra (LA, SP/SP), 1:12.515
9º) 30 – Cleber Faria (LA, SP), 1:12.611
10º) 13 – Pedro Queirolo (CO, SP), 1:13.412
11º) 3 – R.Derani/C.Ricci (FE, SP/RS), 1:14.008

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *